• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
24.7 C
Serra
quarta-feira, 12 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
Projeto de lei aprovado:

Agora é oficial: ES vai dar R$ 5 mil para cada professor comprar computador e pagará ‘auxílio internet’

Leia também

Em 24h, Serra perde mais 9 moradores para o coronavírus e registra 322 novos infectados

A Serra atingiu, no final da tarde desta quarta-feira (12), a triste marca de 1.210 moradores que morreram por...

Prefeitura da Serra abre 3.500 vagas para vacinação contra gripe nesta quarta

A Prefeitura da Serra, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), vai abrir 3.500 novas vagas de vacinação contra...

Parceria entre Prefeitura e Sebrae quer capacitar lideranças e contribuir para o turismo da Serra

Fortalecer municípios que possuem pontos turísticos no Espírito Santo. Esta é a intenção da parceria que o Sebrae está...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Professores do ES irão receber R$ 5 mil de ajuda de custo. Foto: Divulgação | Sedu

No dia 2 de fevereiro deste ano, o governador Renato Casagrande (PSB) realizou um pronunciamento onde anunciava que professores da rede de Educação do Espírito Santo iriam receber ajuda do Estado para a aquisição de equipamentos e pagamento de internet para aulas on-line. No entanto, a proposta ainda precisava passar pela Assembleia Legislativa para ser aprovada pelos deputados. E foi isso que aconteceu nesta terça-feira (27). Agora, os profissionais terão direito a R$ 5 mil para comprar computadores e também receberão, mensalmente, uma espécie de ‘auxílio internet’.

O projeto enviado à Assembleia Legislativa previa concessão de ajuda de custo a professores, pedagogos e diretores efetivos ou em designação temporária no valor de R$ 5 mil para a aquisição de equipamento de informática (notebook, Chromebook ou tablet), e outro dispondo do ‘auxílio internet’ no valor de R$ 50,00 mensais para cada profissional. Além dos professores, pedagogos e outros funcionários também terão direito.

A proposta foi aprovada pelos deputados, mas ainda precisa voltar para as mãos do governador, que possui o direito de vetar ou sancionar a lei. Neste caso, o projeto de lei deve ser sancionado por Casagrande, já que foi criado pelo mesmo. De acordo com a Secretaria de Educação do ES, os créditos já devem ser adicionados na folha de pagamento referente ao mês de maio.

A aquisição dos equipamentos novos de informática e o apoio à contratação de plano de internet serão providenciados diretamente pelos professores, por intermédio de repasse de valores creditados diretamente na conta bancária dos beneficiários. Só terão acesso ao benefício os profissionais que estiverem em efetivo exercício da profissão, pelo Estado.

Projeto foi iniciativa do governador Renato Casagrande. Foto: Divulgação

A Sedu salientou que os profissionais receberão o valor de R$ 5 mil em cota única e o auxílio de R$ 70 para pagamento de internet, sendo que este continuará por 36 meses – menos para professores temporários que terão o contrato finalizado antes deste período.

Apesar de ambos serem beneficiados, a regulamentação trará regras distintas para servidores efetivos e contratados. O professor temporário terá que devolver o equipamento comprado pelo dinheiro do Estado assim que seu contrato for finalizado. Os efetivos, no entanto, poderão ficar com os computadores.

Computadores específicos e notas fiscais

Com o objetivo de impedir fraudes e garantir que o recurso será utilizado de forma correta, a Secretaria de Estado da Educação (Sedu) divulgará especificações que os computadores devem atender. Professores e demais funcionários também precisam prestar contas, inclusive com o envio da nota fiscal do equipamento, com a respectiva descrição.

No momento, aulas presenciais estão suspensas em todo o Espírito Santo. De acordo com o governo do Estado, mesmo após a reabertura das escolas, o benefício continuará sendo válido.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!