26.7 C
Serra
sexta-feira, 25 de setembro de 2020

“A Cesan é uma empresa que nos orgulha muito”, diz Vidigal durante transmissão ao vivo

Leia também

Em perseguição na Abdo Saad, em Jacaraípe, polícia recupera moto roubada

Na noite da última quinta-feira (24), policiais militares que faziam ronda recuperaram uma  moto roubada, Honda - modelo CG...

Prefeitura vai entregar obras do Hospital Materno Infantil neste sábado (26)

As obras do Hospital Materno Infantil Drª Maria da Glória Merçom Vieira Cardoso serão entregues neste sábado (26), às...

Comerciantes de Pitanga se unem e fazem campanha para movimentar comércio do bairro

Comerciantes de Pitanga se uniram e estão fazendo uma campanha para movimentar a economia do bairro. Pensando em atrair...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Vidigal participou da reunião on-line realizada pelo Governo do Estado. Foto: Gabriel Almeida / Arquivo TN

Ao participar, na manhã desta segunda-feira (3), de uma reunião on-line transmitida pelo Governo do Estado, o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) não poupou elogios a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan). Segundo a fala do ex-prefeito da Serra, a Cesan é uma empresa que o “orgulha muito”. Durante a live, o Estado anunciou alguns investimentos em obras para a Serra e entregou as obras de modernização da Estação de Tratamento de Esgoto de Manguinhos.

Na Serra, desde janeiro de 2015, a gestão do esgoto da cidade é feita em Parceria Público Privada (PPP) entre Cesan e Ambiental Serra. A companhia e a empresa acumulam multas por poluição, como lançamento indevido de esgoto não tratado no meio ambiente. Para se ter uma ideia, até julho do ano passado, foram valores milionários somados em mais de 50 multas aplicadas pela Prefeitura da Serra.

Mesmo com tantos problemas, Vidigal afirmou durante a transmissão on-line que tem orgulho da Cesan e apoia a PPP. “Primeiro eu quero registrar que a Cesan é uma empresa que nos orgulha. É uma empresa com bons profissionais e com bons técnicos. Eu fico muito feliz, porque o nosso Plano Diretor de Esgotamento Sanitário – que eu tive privilégio como prefeito de ter elaborado – e o governo do Estado a partir de sua gestão ter implantado a PPP, que é fundamental. Nós somos favoráveis a PPP”, disse Vidigal.

A reunião realizada pelo governador Renato Casagrande (PSB) foi transmitida pelas redes sociais. Durante o evento, Casagrande entregou as obras de modernização da Estação de Tratamento de Esgoto de Manguinhos, que promete beneficiar 17 bairros da Serra, anunciou a implantação de novas coletoras de esgoto em comunidades da cidade e também assinou a ordem de serviço para construir o novo Aristóbulo Barbosa Leão em Laranjeiras.

Participaram da solenidade, cerca de 50 lideranças políticas, entre elas também estão o prefeito da Serra, Audifax Barcelos, o deputado estadual Bruno Lamas, a vice-prefeita Márcia Lamas, a vice-governadora Jaqueline Moraes e o deputado estadual Alexandre Xambinho.

Esgoto em praias, lagoas e áreas de preservação ambiental

O histórico de denúncias contra a Cesan/Ambiental Serra é grande. Só neste ano, a empresa foi multada, segundo a Prefeitura da Serra, por poluir uma das nascentes da lagoa de Carapebus em julho. Isso aconteceu por conta de um vazamento da rede de esgoto operada pela Parceria Público Privada (PPP) entre Cesan e Ambiental da Serra na avenida Lenine em Cidade Continental, setor Ásia.

Também neste ano, em maio, a Cesan foi acusada por ativistas de poluir os alagados do Mestre Álvaro. Mesmo depois de tratado pela Cesan/Ambiental Serra, o esgoto segue com cor escura, espuma e é lançado nos alagados do Mestre Álvaro na região de Jardim Tropical.

Além disso, na praia de Manguinhos, esgoto da Cesan/Ambiental Serra é jogado no mar sem tratamento. No ano passado, eram cerca de 200 mil litro de esgoto por dia que poluía a praia da Serra.

Até julho de 2019, a Ambiental Serra já acumulava mais de 40 autos de infração e R$ 2 milhões em multas aplicadas pela Secretara Municipal de Meio Ambiente (Semma) por descarte inapropriado de esgoto na natureza. Do morador que tem seu esgoto ligado ao sistema, a Cesan cobra acréscimo de 80% no valor da conta de água. A taxa é referente ao serviço de coleta e tratamento de esgoto e é com ela que a Cesan remunera a parceira Ambienta Serra.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Prefeitura vai entregar obras do Hospital Materno Infantil neste sábado (26)

As obras do Hospital Materno Infantil Drª Maria da Glória Merçom Vieira Cardoso serão entregues neste sábado (26), às 9h30, em Colina de Laranjeiras....

Comerciantes de Pitanga se unem e fazem campanha para movimentar comércio do bairro

Comerciantes de Pitanga se uniram e estão fazendo uma campanha para movimentar a economia do bairro. Pensando em atrair mais consumidores, um grupo está...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!