29.7 C
Serra
quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Conheça as propostas de Audifax e Vidigal para segurança e desenvolvimento econômico

Leia também

Estado prorroga pré-matrícula em escolas públicas ate o dia 19

A Secretaria da Educação (Sedu) prorrogou o prazo para a Pré-Matrícula na Rede Estadual para até o próximo dia...

Café com negócios para mulheres hoje a noite em Laranjeiras

Hoje (11) às 19h acontece o Happy Hour com Ideia para mulheres empreendedoras no prédio da Unip, em Laranjeiras....

Gabi da Serra e do Timão é eleita melhor meia do Brasileirão feminino

Gabriella Zanotti, a Gabi está há mais de um ano vestindo a camisa do Corinthians e este ano foi...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O jornal Tempo Novo segue com o ciclo de entrevistas com os candidatos do segundo turno a Prefeitura da Serra. Nesta terceira rodada, serão abordados temas voltados a segurança e desenvolvimento econômico, bem como soluções para conter a violência e saídas para a cidade voltar a crescer. Confira as propostas dos candidato Audifax Barcelos (Rede) e Sérgio Vidigal (PDT).

Audifax disse que vai pedir mais policiais ao Governo do Estado. Foto: Joatan Alves
Audifax disse que vai pedir mais policiais ao Governo do Estado. Foto: Joatan Alves

Audifax Barcelos

“Quero implantar o Polo Tecnológico no município”

 [TN] A cidade segue como a que mais mata no ES. Quais propostas de política pública para reduzir os assassinatos?

[AUDIFAX BARCELOS] Vamos criar o Centro Integrado Municipal de Segurança Pública e Defesa Social para reunir num único espaço administrativo, os serviços voltados à defesa e segurança do cidadão (Guarda Municipal, Guarda de Trânsito, Guarda Patrimonial, Grupo de Salvamento Marítimo, Defesa Civil, Videomonitoramento e Observatório de Segurança Pública). Também vamos fortalecer o Programa de Olho na Escola, com a inclusão do Projeto “Escola de Pais”, cujo objetivo é fornecer momentos de encontro de formação dos pais de alunos das escolas atendidas pelo programa, com temas relacionados ao desafio de criar os filhos na sociedade contemporânea. Temos como meta também, ampliar a Guarda Civil Municipal e criar a Patrulha Escolar.

Qual a estratégia do senhor para articular politicamente junto ao Governo do ES, melhor estrutura de trabalho das polícias Civil e Militar, além de aumento do efetivo?

Vamos ampliar e aperfeiçoar as parcerias com as polícias civil e militar. Também vamos solicitar que o Governo do Estado aumente o efetivo de policiais da Serra e precisamos de mais viaturas.

 O que a gestão do senhor pretende fazer para atrair novas empresas para o município?

Criamos e vamos ampliar o programa de recompensa ao investimento, propiciando benefícios  com isenção Fiscal Municipal. Vamos desenvolver e ampliar o Projeto Investe Serra – criação de um portal dedicado aos investidores, contendo informações sobre o município, oportunidades de negócios, procedimentos e normas para instalação de empreendimentos na Serra. Também temos como meta, implantar o projeto de incentivo a economia criativa, com objetivo de atrair negócios mais sofisticados e integrados nacional e internacionalmente. Potencializar o desenvolvimento cultural, intelectual e artístico existentes nos bairros, com diversas oficinas profissionalizantes. Incentivar a implantação de clusters criativos em áreas subutilizadas e negócios voltados ao entretenimento e lazer: música, artes cênicas, artesanato, gastronomia, moda e design, fotografia e turismo.

Empoderar o empreendedorismo social, melhorar e agilizar análises dos processos de viabilidade das empresas, facilitar a implantação de centros de inovação, incubação, aceleradores e coworking. Implantar o Projeto Polo de Inovação Tecnológica da Serra, com atração de empresas da área de tecnologia para os polos existentes no município.

O complexo industrial de Tubarão é âncora para economia da Serra. O senhor vislumbra outro negócio com potencial para a cidade dar um novo salto de crescimento?

Estamos trazendo o Call Center do grupo italiano Alma Viva que vai gerar 6.000 empregos. Na área da Logística, o Contorno do Mestre Álvaro será um indutor do desenvolvimento. Estamos trabalhando para viabilizar um Porto em Carapebus de cargas gerais, que será estratégico para a Serra. Já no Turismo, temos como meta atrair parcerias privadas para a região de Jacaraípe e empreendimentos voltados para o turismo de aventura e vamos retornar com os quiosques.

É recorrente do setor produtivo a reclamação sobre lentidão e burocracia para aprovação de projetos, além da falta de qualificação da mão de obra. Quais propostas da sua gestão para atacar as deficiências nas duas frentes?

Mapeamento/Fluxo de Processos com simplificação de processos; Consultas online no Serra online (aplicativo em telefonia móvel); Processos já podem ser acompanhados por etapas e por áreas de aprovação; Acompanhamento semanal dos  empreendimentos com Secretários e mensal com o Prefeito.

Sérgio Vidigal

Sérgio Vidigal disse que em três anos, cerca de 3.2 mil empresas deixaram de operar no município da Serra. Foto: Divulgação
Sérgio Vidigal disse que em três anos, cerca de 3.2 mil empresas deixaram de operar no município da Serra. Foto: Divulgação

“Vou lutar pelo Aeroporto Internacional de Cargas”

 [TN]  A cidade segue como a que mais mata no ES. Quais propostas de política pública para reduzir os assassinatos?

[SÉRGIO VIDIGAL] A rede de vídeo proteção passará a funcionar 24 horas, será ampliada e interligada ao Ciodes. Hoje, infelizmente, mais de 60 câmeras estão inoperantes. As imagens captadas serão enviadas ao Centro de Controle Operacional de Vídeo Proteção da prefeitura. Módulos de segurança integrada também serão implementados, garantindo que os serviços da Guarda Municipal, ambulância e patrulha das escolas sejam otimizados. Precisamos também trabalhar as políticas públicas sociais, principalmente nos bairros de maior vulnerabilidade social. Ideias como o contra-turno escolar, cursos profissionalizantes, investir em educação para nossas crianças, com um trabalho especial para nossos jovens.

Qual a estratégia do senhor para articular politicamente junto ao Governo do ES, melhor estrutura de trabalho das polícias Civil e Militar, além de aumento do efetivo?

Sou amigo do governador. Conto com o apoio dele e do governo do Estado para olhar com carinho pela nossa cidade, ampliando o efetivo policial tanto para investigar os crimes, como para prevenir a ação de criminosos. Em nosso último mandato, pagamos adicional a policiais da ativa para ampliar o turno de serviço. Além disso, contratamos policiais da reserva para operarem a central de vídeo proteção da Serra e compramos viaturas para ampliar o poder de operação da PM.

O que a gestão do senhor pretende fazer para atrair novas empresas para o município?

Iremos implantar um instituto capaz de desburocratizar a atração dos empreendimentos. Vamos revisitar toda a legislação municipal para agilizar todo esse processo de implementação e atração de novas empresas. Também vamos criar uma porta de saída para o desemprego, com a “Agência Pró-Trabalho” e “Fundo de Aval”, que irá financiar microempreendedores que se encontram negativados. A construção do Contorno do Mestre Álvaro inaugura um novo eixo de desenvolvimento da cidade. A consequente municipalização da rodovia central da Serra é uma segunda avenida de desenvolvimento. A efetivação do aeroporto de Cargas é um terceiro elemento impulsionador de oportunidades.

O complexo industrial de Tubarão é âncora para economia da Serra. O senhor vislumbra outro negócio com potencial para a cidade dar um novo salto de crescimento?

Com a desburocratização dos licenciamentos na cidade, investimentos em diferentes áreas como turismo, o aeroporto de cargas, o investimento em educação, muitas frentes serão abertas para que o cidadão serrano consiga morar, trabalhar, ir ao médico, fazer suas compras, tudo isso, dentro de nosso município, com qualidade e agilidade no deslocamento.

É recorrente do setor produtivo a reclamação sobre lentidão e burocracia para aprovação de projetos, além da falta de qualificação da mão de obra. Quais propostas da sua gestão para atacar as deficiências nas duas frentes?

Nos últimos três anos e meio, 3.200 empresas deixaram de operar na Serra. Incentivos tributários e não tributários também precisam ser utilizados para atrair novos investimentos. Junto a tudo isso, a prefeitura precisa investir na educação, em toda a sua estrutura, com foco no nosso jovem, principalmente oferecendo educação profissionalizante em nossas escolas. A educação de jovens e adultos também precisa ser ampliada, oferecendo turmas durante a noite, mas também durante o dia, atrelada a uma educação profissionalizante, sempre de olho no potencial e na demanda do mercado serrano.

Comentários

Mais notícias

Café com negócios para mulheres hoje a noite em Laranjeiras

Hoje (11) às 19h acontece o Happy Hour com Ideia para mulheres empreendedoras no prédio da Unip, em Laranjeiras. O evento, que será no...

Gabi da Serra e do Timão é eleita melhor meia do Brasileirão feminino

Gabriella Zanotti, a Gabi está há mais de um ano vestindo a camisa do Corinthians e este ano foi o destaque do clube. Em...

Maquiadora vai sortear em parceria com o TN combo de procedimentos estéticos

As festas de final de ano estão chegando. E quem não quer ficar bonita e atraente para passar os festejos em grande estilo?! A...

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 25 milhões

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (11) um prêmio estimado em R$ 25 milhões. As seis dezenas do concurso 2.215 serão sorteadas a partir das...

Você também pode ler

Conteúdo patrocinado

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!