• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados
30.2 C
Serra
sexta-feira, 22 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados

Vidigal fala em implantar polo da indústria farmacêutica no Contorno do Mestre Álvaro

Leia também

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...

Jair Reis, morador antigo de Jacaraípe, morre por complicações da Covid-19

A pandemia de coronavírus fez a Serra perder mais um ilustre morador. Trata-se de Jair Reis que não resistiu...

Contarato diz que chefe do Ministério Público atua como ‘advogado de Bolsonaro’

O posicionamento considerado ‘omisso’ do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, sobre a conduta de Jair Bolsonaro na crise sanitária...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a editoria de política.

Em entrevista ao TN, o prefeito eleito Sérgio Vidigal disse que pretende municipalizar o atual trecho da BR-101. Foto: Ana Paula Bonelli/TN

O TEMPO NOVO entrevistou o prefeito eleito da Serra, Sérgio Vidigal (PDT). Durante a conversa – que durou aproximadamente 45 minutos – ele apresentou suas ideias e projetos para os próximos quatro anos da Prefeitura da Serra. A reportagem decidiu fatiar a entrevista em várias matérias para facilitar a visualização do conteúdo pelo leitor. Nesta, tratamos do Contorno do Mestre Álvaro que deve ser inaugurado ainda na gestão de Vidigal.

De acordo com estimativa da Prefeitura da Serra, o Contorno do Mestre Álvaro poderá redesenhar a linha de investimentos na cidade. É esperada a abertura de 10 mil novas empresas oriundas do aquecimento econômico a partir do novo traçado da BR-101. De acordo com Vidigal, a ideia é criar um polo específico para o segmento de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC).

Vidigal explicou a atual situação da obra: “Nossa primeira ação é continuar fazendo intervenção junto a bancada federal para garantir os recursos para obra ser terminada – que ainda não estão disponíveis. O cenário que está sendo construído é de que não haverá paralisação de obra, queremos que seja concluído conforme o calendário: inicio do 2º semestre de 2022”, disse.

Vidigal disse que a Prefeitura vai atualizar o Plano Diretor Urbano (PDU – Lei que rege o uso e ocupação do solo na Serra). “A Prefeitura vai rever o PDU, para que a aquela área não seja edificável por conjuntos habitacionais. Senão logo teremos o mesmo problema que temos hoje na atual BR-101 (referindo-se a ocupações irregulares)”, explica o prefeito eleito.

Vidigal ainda cita o gasoduto de Cacimbas como potencial atrativo para vinda de investimentos. Lembrando que o gasoduto Cacimbas-Vitória tem uma extensão de 130 km e liga a Estação do Terminal Intermodal da Serra (TIMS), até a Unidade de Processamento de Gás de Cacimbas (UTGC), no município de Linhares.

“Quando o gasoduto foi feito, nós pedimos para passar nesse traçado (referindo-se ao Contorno do Mestre Álvaro). Ou seja, além da infraestrutura da própria obra, lá também tem infraestrutura de gás natural, que ajuda muito a atração de investimentos. O que nós entendemos é que aquela região tem muito potencial para setor de logística e industrial, e a gente tem trabalhado a possibilidade de ter um parque industrial de valor agregado”, afirmou o ex-prefeito.

E completou afirmando que a propostas é criar um polo com isenção fiscal municipal e estadual para atrair o segmento de HPPC. “A ideia é trazer o setor farmacêutico e cosmético. A gente trabalha com a possibilidade de um polo específico e vamos buscar o Governo do Estado para viabilizar, pois apenas os incentivos fiscais oferecidos pela Prefeitura não são suficientes, por isso queremos que o Estado participe desse projeto ativamente”.

Detalhes da obra do Contorno do Mestre Álvaro:

Com as obras iniciadas e na fase da terraplanagem, o contorno do Mestre Álvaro terá 18,9 km e ligará as regiões do Jacuhy (ao sul ) e Chapada Grande (ao norte). A via terá pista dupla nos dois sentidos e deve aliviar o tráfego em 36 bairros do município cortados pelo atual traçado da BR 101.

A construção do Contorno do Mestre Álvaro deve custar R$ 300 milhões. Atualmente na construção estão sendo gerados 160 empregos diretos, mas no pico dos trabalhos deve chegar a 400, conta o Engenheiro de Planejamento responsável pela obra, Rodrigo Gomides.

Rodrigo ressaltou também que dos R$ 300 milhões estimados para a conclusão do trecho, R$ 100 milhões estão disponíveis e, por enquanto, só há recursos garantidos para a execução da obra até o final do ano.

Depois de construído com dinheiro público, o Contorno do Mestre Álvaro deve ser repassado para a gestão da ECO 101, concessionária que administra o trecho capixaba da BR 101.

Já o atual trajeto da BR 101 entre Carapina e Serra Sede pode ser municipalizado.

Confira trecho da entrevista: 

 

Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a editoria de política.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!