Veja vídeo | Besouros invadem região de José de Anchieta e assustam moradores | Portal Tempo Novo

Serra, 24 de abril de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 19 de março de 2019 às 10:34

Veja vídeo | Besouros invadem região de José de Anchieta e assustam moradores

Por Gabriel Almeida
[email protected]

A quantidade de besouros está assustando os moradores dos bairros da região de José de Anchieta. Foto: Reprodução vídeo

Uma infestação de besouros está assustando moradores de bairros da Serra. Todo dia a mesma cena se repete: é só anoitecer e as luzes serem acesas que os insetos começam a infestar as ruas e invadir as residências da região de José de Anchieta. A população dessas comunidades não está mais suportando o problema que já dura semanas.

Os bairros de José de Anchieta I, II e III, Solar de Anchieta, Cantinho do Céu, Jardim Tropical, Residencial Vista do Mestre e Laranjeiras Velha é de onde vem a maioria das reclamações. Segundo as comunidades, são muitos besouros que ‘atacam’ de uma vez e a população acaba sendo obrigada a fechar todas as janelas e portas das casas.

O morador de Solar de Anchieta, Marcelo Fernandes é um dos que reclamam. “Essa infestação dura semanas aqui na região de José de Anchieta e os moradores não estão mais aguentando. Chegamos a entrar em contato com o município, mas até agora nada foi feito”, afirma.

Marcelo ainda disse que houve um caso de uma família em que um dos insetos entrou no ouvido de uma criança. “Temos um grupo do WhastApp e uma das moradoras alertou para colocar algodão nos ouvidos dos pequenos já que ela tinha encontrado um besouro no ouvido de uma criança”, disse,

Quem também reclama do problema é a Margarida Couto, que mora em Cantinho do Céu. “Nos últimos dias tenho percebido que são muitos besouros que estão caindo na rua. Aqui não está tanto como lá na baixada próximo aos alagados. Mas mesmo assim incomoda e muito”, afirma.

O Tempo Novo recebeu relatos de moradores de Jardim Tropical, Laranjeiras Velha e do Residencial Vista do Mestre. No condomínio Vista de Laranjeiras, a quadra dos moradores ficou lotada de besouros na última semana, segundo populares.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra que disse que uma equipe da Vigilância Ambiental em Saúde vai monitorar a região para analisar a infestação de besouros. “Cabe ressaltar que não há inseticida próprio para isso, e não é recomendada a aplicação de veneno. É comum o aparecimento desses besouros no verão, porque o calor é propício para sua proliferação. Porém, as infestações não duram muito tempo e costumam desaparecer rapidamente”, disse em nota. Além disso, a Secretaria de Serviços da Serra vai realizar uma ação intensificada de limpeza para a retirada dos besouros mortos. 

Calor, umidade e incêndio podem ser causas do fenômeno

O Tempo Novo conversou com o biólogo Cláudio Santiago, morador da Serra, que analisou o vídeo enviado pelo morador e disse que não é possível afirmar corretamente qual a espécie dos milhares de besouros que estão invadindo a região de José de Anchieta, mas explica que deve ser do grupo que se alimenta de fezes de animais e restos orgânicos de frutas.

Para Cláudio, o fenômeno é normal e acontece com diversas espécies de besouros. “O que aconteceu foi que normalmente esses besouros ficam colocando os seus ovos na terra e os ovos viram larvas, só que a larva não tem um tempo certo para ficar nesse estágio, ela pode acelerar ou atrasar a metamorfose dela de acordo com a condição ambiental. Então, a temperatura esquentou demais e ao mesmo tempo está úmido demais e pode ter acontecido algum tipo de incêndio na região de turfa e eu acredito muito que esses incêndios possibilitam que as larvas tenham uma indicação ambiental diferenciada do que se tivesse uma vegetação de brejo cobrindo aquilo ali, manteria um micro ambiente estável”, disse.

O biólogo ainda disse que os besouros já estão no último estágio de vida. “Milhões de larvas perceberam em um mesmo momento uma condição ambiental favorável e é obvio que todos esses besouros saíram voando juntos, com a finalidade de reprodução porque esse é o último estágio da vida deles e eles não irão passar muitas semanas nessa condição. Nós podemos prevê que isso pode ainda aumentar ou ter mais casos como esses”, acrescenta.

Segundo Cláudio, pela espécie que aparante ser no vídeo, esses besouros não causam dano direto a saúde. “Mas deve tomar cuidado com os ouvidos das pessoas. Os besouros costumam entrar achando que é uma casinha ou toca para eles se esconderem e a dor é imensa. Além disso, temos que tomar cuidado com os alimentos, já que eles passam em vários locais e pode contaminar ao ter contato com frutas, verduras e outros alimentos”, explica. 




O que você acha ?

Você é a favor do Escola sem Partido?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por