24.1 C
Serra
terça-feira, 19 de novembro de 2019

Tribunal de Contas arquiva denúncia de improbidade contra Audifax

Leia também

Um partido para chamar de meu, segundo Jair Bolsonaro

Nessa semana que passou, colocando termo final na sua relação conflituosa com seu Partido PSL, o Presidente Jair Bolsonaro...

Vai chover nesta terça-feira (19)? Veja na previsão do tempo

A semana do capixaba começou com chuva em quase todo o Espírito Santo, inclusive na Grande Vitória. E a...

Morador da Serra vence prêmio de design nacional

Referência internacional na produção de acessórios de decoração e utilitários em resina de poliéster, o artista plástico e designer...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Prefeito Audifax Barcelos. Foto: Gabriel Almeida

O prefeito da Serra Audifax Barcelos (Rede) foi absolvido pelo Tribunal de Contas (TC-ES) de uma ação por improbidade administrativa sob argumento de prescrição. O processo foi movido pelo Ministério Público Especial de Contas (MPEC) que acusou o prefeito de supostas irregularidades em procedimentos licitatórios datados de 2007, ano em que Audifax exercia o 1º mandato a frente da Prefeitura.

Além de Audifax, mais quatro pessoas também estavam implicadas na ação e foram absolvidas: 1 – Pedro José de Almeida Firme, que é atual secretário de Finanças da Serra; 2 – Antônio Claudio Melo Monteiro, ex-secretário de Finanças; 3 – a servidora Maria Marlene Bassini; 4 – e o ex-secretário de Planejamento Leonardo Bis dos Santos.

O Ministério Público acusou os envolvidos de “possíveis irregularidades nos procedimentos licitatórios – Edital de Pregão 207/2007 e na execução do contrato Nº 350/2007”, firmado entre o município e a entidade URBIS – Instituto de Gestão Pública.

Leitor do TN: Torne-se um apoiador do Tempo Novo, o portal de notícias da Serra

Na prática, a URBIS servia como uma espécie de sócia da Prefeitura na busca e recuperação de crédito, da qual era remunerada por meio de um percentual. Na ação, somente a URBIS foi condenada por ressarcimento de R$ 39 mil.

O Ministério Público, através do Procurador Luciano Vieira pediu a perda de direitos políticos de Audifax por cinco anos, além de ressarcimento solidário e multa. A área técnica do TC-ES acompanhou o pedido da Promotoria e apontou duas irregularidades:

1- Contratação de Pessoa Jurídica para executar serviços cuja competência e atribuição é de servidor público; 2 – Pagamento antecipado de despesa sem o efetivo reconhecimento da compensação pelo órgão fazendário.

Em sua defesa, Audifax argumentou que os serviços contratados não eram de “natureza contínua ou rotineira, mas sim, especializada, demandando conhecimentos especializados”. E que a Prefeitura não dispunha de servidores suficientes para executar os serviços que são de naturezas fiscais.

No entanto em decisão unânime publicada na última segunda-feira (21), os conselheiros do órgão optaram pelo arquivamento do processo sob a justificativa de prescrição da pretensão punitiva, que é quando o Estado perde o direito de punir, em razão do decurso dos prazos das penas em abstrato.

Comentários

Mais notícias

Vai chover nesta terça-feira (19)? Veja na previsão do tempo

A semana do capixaba começou com chuva em quase todo o Espírito Santo, inclusive na Grande Vitória. E a previsão do Instituto Capixaba De...

Morador da Serra vence prêmio de design nacional

Referência internacional na produção de acessórios de decoração e utilitários em resina de poliéster, o artista plástico e designer Rubens Szpilman, que é morador...

Mais de 100 vagas de emprego abertas no Sine da Serra

O Sine da Serra está com diversas oportunidades de emprego nesta terça-feira (29) e as chances são para profissionais com diferentes níveis de escolaridade....

OAB faz mutirão para orientar serranos sobre fraudes na Black Friday

O mutirão acontecerá nas proximidades da Avenida Central, em Laranjeiras, e os consumidores poderão se dirigir ao local para obter orientações sobre compras via internet, trocas e outras informações

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!