27.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Serranos sofrem para pagar conta de luz, que vai ficar ainda mais cara

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Igor Klebel. de Barcelona, diz que contas vem subindo mesmo adotando ações para economizar energia, como trocar lâmpadas por LED. Foto: Fábio Barcelos

A conta de luz já não está barata e deve ficar ainda mais salgada. É que neste mês passou a vigorar a bandeira vermelha, o que vai aumentar R$ 4,00 para cada 100 kw consumidos. O custo com eletricidade impacta cada vez mais orçamento dos moradores da Serra, que buscam mudar hábitos para economizar o máximo possível.

“Tento não deixar as luzes acessas. Minha conta de energia já está vindo R$ 140,00, para uma casa com três pessoas. Não estou pagando em dia. O governo não apoia o consumidor”, reclama a moradora de Eldorado, Cleonice Marinho.

Gracinléria Lírio de Souza, de BoaVista I, adota várias medidas para não se decepcionar na hora de pagar a conta de energia. “Não tenho hábito de acender muitas luzes à noite, mas só no cômodo onde ficamos. O restante da casa fica sem as luzes acessas. Durante o dia, é raro assistirmos à TV ou ouvir som o dia todo. Então, não tenho chegado nessa bandeira vermelha”, conta a consumidora, em cuja casa vivem quatro pessoas.

Por sua vez, Sandra Alves, que mora em Jacaraípe e está desempregada, relata que a sua conta de energia aumentou mais de R$ 20, e revela o que faz para evitar mais surpresas na fatura. “Estou tomando banho mais cedo para não ligar o chuveiro quente”.

Situação semelhante acontece com Fernanda Tinelli, de Nova Almeida. Ela diz que mesmo diante do esforço que tem feito para reduzir o valor de consumo, não consegue ter êxito. “Na minha casa somos duas pessoas e percebo que, por mais economia que façamos, a conta está cada dia mais alta. Como será com essa bandeira vermelha?”, questiona.

A entrada em vigor da bandeira vermelha em agosto foi determinada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no final de julho. A explicação da agência reguladora é que agosto é um mês mais seco, o que reduz a geração nas hidrelétricas e faz aumentar a produção nas termelétricas, cujo custo é mais elevado.

EDP investigada por dano coletivo ao consumidor

Está sob investigação da Polícia Civil do ES o aumento dos valores cobrados aos consumidores após a EDP substituir cabos e mudar sistema de medição, supostamente para reduzir custos da empresa.

Na última semana, o delegado Eduardo Passamani adiantou que um laudo pericial constatou aumento na conta de alguns consumidores após a EDP usar um novo método de medição do consumo, o BTZero, além de ter colocado cabos mais finos, substituído cabos de cobre por alumínio, ter mudado posicionamento do relógio e aquecimento dos equipamentos por erro da concessionária.

A investigação é fruto de denúncia do deputado estadual Vandinho Leite (PSDB), que acusa a EDP de “fraude na conta de luz e enriquecimento ilícito”. O parlamentar, cuja base eleitoral fica na Serra, articula a criação de uma CPI para investigar a concessionária.

Por meio da assessoria de imprensa, a EDP nega as irregularidades. A empresa alega que seus medidores são homologados pelo Inmetro e que o BTZero é regularizado pela Aneel.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!