25 C
Serra
quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Serrano vai ao Rio lutar jiu jitsu de olho no Mundial e nas Paralimpíadas  

Leia também

Serra poderá ganhar mais uma vaga na Assembleia Legislativa

O resultado da eleição 2020 impactou na composição da Assembleia Legislativa. E com as mudanças a Serra pode alcançar...

Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade

Está em vigor, a partir de hoje (1º), a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que restabelece os prazos...

Matrículas abertas para novos alunos em creches da Serra

A pandemia causada pelo coronavírus fez com que todas as cidades brasileiras suspendessem as aulas presenciais. Mesmo assim, as...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Wesley terminou 2019 como o 2º melhor paratleta do mundo na categoria ‘Classe O’ de Jiu Jitsu. Foto: Divulgação

Paratleta destaque mundial em sua categoria no jiu jitsu e integrante da Seleção Brasileira, o serrano Wesley Monteiro disputa entre os próximos dias 17 e 18, o Rio Challenger. O torneio, que também terá atletas de outros países, servirá para a contagem de pontuação para o Mundial a ser disputado Emirados Árabes em Janeiro do ano que vem e para as paralimpíadas de Tóquio que podem acontecer no 2º semestre de 2021.

Atualmente residindo em Colina de Laranjeiras, Wesley luta na categoria ‘Classe O’, que engloba atletas portadores de paralisia cerebral, problema que o lutador serrano traz de nascença. Mas que não o impede de ter uma vida plena, pelo contrário, Wesley é tão competitivo que também luta contra oponentes sem nenhum tipo de deficiência. Neste caso, sua categoria é Master II Pluma (até 65kg) Faixa Preta e já conquistou títulos estaduais.

Como paratleta, o serrano terminou 2019 em 2º no ranking mundial em sua categoria, conseguindo vencer o Mundial em Abu Dhabi (Emirados Árabes), o Sul Americano em São Paulo e o Brasileiro em Florianópolis.

Seu maior desafio é manter a pegada na retomada das competições, que ficaram paralisadas nos últimos meses durante a pandemia do novo coronavírus. “No 1º mês cheguei a ficar praticamente sem atividade. Quando percebi que as medidas de isolamento iriam demorar, adaptei um quarto no meu apartamento e passei a treinar sozinho lá. Com a diminuição dos casos de contaminação pela covid, passei a voltar a treinar a cerca de um mês”, revela.

Após o Rio Challenger, Wesley tem outros dois compromissos em 2020: uma luta contra um oponente de Montes Claros – MG e o Brasileiro em Balneário Camboriú, Santa Catarina, marcado para dezembro.

Um apoio fundamental que o atleta tem para conseguir participar das competições é da empresa serrana Milenium Comercial, distribuidora de medicamentos que atua na Grande Vitória e no interior capixaba.

“Também sou funcionário da Milenium, mas não comentava sobre minha atividade no jiu jitsu. Um dia uma pessoa da empresa descobriu que eu sou paratleta. Então a Milenium fez uma proposta de patrocínio exclusivo e eu aceitei”, conta Wesley.

 

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Audifômetro: faltam 30 dias para o fim do governo Audifax na Serra
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!