24.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Serra terá que cobrar uso de máscara e ter local para atendimento imediato de Covid e gripe

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Em 2021 a Upa de Castelândia esteve com atendimento exclusivo para pacientes com sintomas da covid-19. Foto: Divulgação Prefeitura da Serra/Everton Nunes

Diante do aumento dos casos de gripe causados pela variante H3N2 e do recorde de contágio por Covid-19 provocado pela variante Ômicron, o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça Cível de Vitória, notificou a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) e o Colegiado das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-ES) para que prefeitos e secretários de saúde municipais – o que compreende a Serra – elaborem um Plano Municipal de Contingenciamento destinado ao atendimento local imediato, a ser prestado aos pacientes suspeitos e/ou infectados pelo novo coronavírus e  por Influenza.

As notificações foram encaminhadas ao presidente da Amunes, Victor da Silva Coelho, e à presidente do Cosems-ES, Cátia Cristina Vieira Lisboa.

O Plano Municipal de Contingência visa identificar as ações necessárias para o menor impacto possível na oferta dos serviços à população. Deve também orientar, organizar e dar as respostas necessárias para intervir, controlar e combater as consequências de um determinado evento.

Além da elaboração do plano, as gestões municipais terão de adotar de imediato todas as medidas necessárias para que a população seja orientada e conscientizada quanto ao distanciamento social. Para tanto, os municípios terão de realizar ações como determinar o uso de máscaras fora do ambiente residencial, comunicar à população por meio de rádio, carros de som e outros e monitorar casos de  pessoas suspeitas e infectadas.

A população deve ser orientada em relação aos serviços de saúde e onde procurar atendimento médico em caso de aparecimento dos sintomas por infecção pelo novo coronavírus e Influenza. Outra orientação é para que os profissionais de saúde sejam capacitados para o atendimento dos cidadãos que procurarem atendimento médico em decorrência de infecção pelo novo coronavírus e Influenza. Para isso, deverão contar todos os equipamentos de proteção individual que se fizerem necessários.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!