27.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Serra sob o risco de perder o Robertão e não competir em 2015

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Por Ayanne Karoline

O time que ficou em 3º lugar na Série B do Capixabão deste ano: o Serra é pentacampeão capixaba e ficou nacionalmente conhecido durante a campanha na Série  C do Brasileirão em 1999. Foto: Divulgação/Serra FC
O time que ficou em 3º lugar na Série B do Capixabão deste ano: o Serra é pentacampeão capixaba e ficou nacionalmente conhecido durante a campanha na Série C do Brasileirão em 1999. Foto: Divulgação/Serra FC

Segundo o presidente do clube, Carlos Cândido, a dívida do Serra já ultrapassa R$ 1 milhão.

“Se fosse para decidir hoje, o Serra não jogaria o Campeonato Capixaba Série B 2015”. A fala do presidente do Serra, Carlos Henrique Cândido, expressa bem os momentos difíceis vividos pelo clube. Com riscos reais de não disputar a “Segundinha” o ano que vem, o clube ainda pode ter seu estádio, o Robertão, leiloado.

O time acumula dívidas trabalhistas, com o INSS, FGTS, IPTU, Escelsa, além de dever empréstimos a bancos. Juntas, as pendências já ultrapassam a casa de R$ 1 milhão.  Para quitar os débitos a Justiça determinou que o estádio Robertão, avaliado oficialmente em R$ 14 milhões, seja leiloado. Segundo Cândido um leilão foi marcado em novembro, mas o clube conseguiu a anulação.

Ele ainda afirma que um novo leilão pode acontecer no início de dezembro, proveniente da Justiça Trabalhista. “A informação veio de uma fonte não oficial. Não recebemos nenhum comunicado ainda, mas já esperamos por isso”, explica.

Risco

Com o tamanho dos problemas do clube, as chances de disputar a Série B do Capixabão, marcada para iniciar em 28 de fevereiro, são remotas. Cândido reforça que já investiu mais de R$ 120 mil do próprio bolso no Serra e não teria condições de arcar com mais dívidas para colocar o time na disputa.

“Se até o dia 6 de dezembro, data limite da Federação para confirmarmos participação, não conseguirmos um patrocinador que arque com todas as despesas, o Serra estará fora do campeonato”, ressalta.

Atualmente, o clube mantém apenas jogadores de base treinando. Segundo o presidente, 74 garotos fazem atividades no clube.

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!