23.2 C
Serra
quinta-feira, 02 de abril de 2020

Serra registra primeiro caso suspeito de coronavírus no Espírito Santo

Leia também

Morre paciente com suspeita de coronavírus no ES

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou na noite desta quarta-feira (1°) que está investigando a morte de...

Governo do ES confirma 22 casos de coronavírus na Serra

A Serra tem oito novos casos confirmados de coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde...

Guarita de salva-vidas é incendiada em praia da Serra

Uma guarita suspensa para salva vidas ao lado da lagoa de Carapebus foi destruída por incêndio. A guarita ficava...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O paciente deu entrada na UPA de Carapina. Foto: Arquivo TN

Um paciente que pode está infectado com o novo coronavírus, o Covid-19, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento de Carapina (UPA) na noite desta terça-feira (25). Por conta disso, a Serra é a primeira cidade do Espírito Santo que registrou suspeita da doença que está castigando outros países, principalmente a China.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) confirmou o caso suspeito. De acordo com a secretaria, o paciente chegou de uma viagem da Itália recentemente, sentiu sintomas parecidos com o do coronavírus e procurou a Upa de Carapina. A Sesa explicou ainda que o homem apresentou febre e sintomas respiratórios.

Logo após sua entrada na UPA, o paciente foi atendido e levado para o Hospital Jayme dos Santos Neves, que fica em Morada de Laranjeiras. No hospital, o suspeito poderá ter o tratamento necessário, caso o caso seja confirmado, já que o local é um dos escolhidos pelo Governo do Estado para o Plano Estadual de Enfrentamento e Controle  do Covid-19.

Agora, o paciente será monitorado pela equipe responsável e capacitada para possíveis casos. Além disso, serão feitos exames que definirão se o homem realmente está infectado ou foi somente um caso suspeito. Outra ação prometida pela Secretaria de Saúde é informar o Ministério da Saúde sobre a situação.

Upa de Carapina fica vazia após informação de caso suspeito 

Muitos pacientes que estavam na Upa de Carapina resolveram sair da unidade após saberem que existia um paciente com suspeita do coronavírus. O medo tomou conta do lugar, já que a doença matou milhares de pessoas em outros países. Os moradores que chegaram no local após o ocorrido eram informados da situação por funcionários.

Situação parecida ocorreu no Hospital Jayme dos Santos Neves. Além do medo, os pacientes usaram máscaras que foram distribuídas pelos servidores.

Confira a nota da Sesa na íntegra:

“A Secretaria da Saúde (Sesa) por meio do Centro de Operações Estratégicas (COE) informa que foi notificado sobre o primeiro caso suspeito de coronavírus (Covid-19), na tarde desta terça-feira (25). O paciente chegou recentemente ao Espírito Santo após viagem à Itália, apresentando febre e outros sintomas respiratórios. Ele foi encaminhado para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, que tem a expertise de atendimento a casos graves e é um dos hospitais de referência para atendimento à casos suspeitos, definido pelo Plano Estadual de Enfrentamento e Controle do Covid-19.

A coordenação do COE informa ainda que o paciente está sendo monitorado e exames laboratoriais serão realizados para confirmar ou não a doença. O caso suspeito será informado, ainda nesta terça-feira ao Ministério da Saúde.

Na última sexta-feira (21), o Ministério da Saúde passou a enquadrar também, na definição casos suspeitos de Covid-19, pessoas com histórico de viagens a outros sete países: Japão, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Singapura, Camboja, Vietnã e Tailândia. A mudança ocorreu devido ao aumento de 14% no número de novos casos fora da China.”


O que é, como é transmitido e qual tratamento? Veja detalhes sobre o Covid-19:

O Hospital Estadual Jaime Santos Neves, em Morada de Laranjeiras, foi destacado pelo Governo do Estado como centro de referência para tratamento. Foto: IOC/Fiocruz

O que é o novo coronavírus?

É um novo vírus que tem causado doença respiratória pelo agente coronavírus, com casos recentemente registrados na China. Importante saber que os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais.

Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

Como o novo coronavírus é transmitido?

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por contato está ocorrendo. É importante observar que a disseminação de pessoa para pessoa pode ocorrer de forma continuada.

Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o novo coronavírus se espalha de pessoa para pessoa. Apesar disso, a transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

  • gotículas de saliva;
  • espirro;
  • tosse;
  • catarro;
  • contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  • contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe e, portanto, o risco de maior circulação mundial é menor.

O vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

Quais são os sintomas do novo coronavírus?

Os sinais e sintomas clínicos do novo coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os principais são sintomas são: febre, tosse e dificuldade para respirar.

Como é feito o tratamento do novo coronavírus?

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. No caso do novo coronavírus é indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo:

  • Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
  • Uso de humidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.

Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.

Comentários

Mais notícias

Governo do ES confirma 22 casos de coronavírus na Serra

A Serra tem oito novos casos confirmados de coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na noite desta quinta-feira...

Guarita de salva-vidas é incendiada em praia da Serra

Uma guarita suspensa para salva vidas ao lado da lagoa de Carapebus foi destruída por incêndio. A guarita ficava na areia da praia de...

Em 24 horas, Espírito Santo confirma 25 novos casos de coronavírus

Em apenas 24 horas, o Espírito Santo registrou 25 novos casos de coronavírus. A informação foi divulgada pelo governador Renato Casagrande (PSB), durante um...

Ufes desenvolve escudo facial para pessoal da saúde combater coronavírus

Fruto de pesquisa desenvolvida no Centro Tecnológico e do Centro de Ciências Exatas da Ufes, o Espírito Santo deve ganhar em breve reforço na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem