Serra PodcastTEMPO NOVO
Uma nova forma de se comunicar

Serra Podcast | O ousado projeto de transformar a BR-101 da Serra em freeway: via expressa sem sinais e cruzamentos até Vitória

-

A expectativa do Governo Federal é que até março do próximo ano as obras do Contorno do Mestre Álvaro fiquem prontas; com isso, a BR-101 será transferida para a nova rodovia sob a responsabilidade da concessionária Eco-101; já o atual traçado da 101 passará por um processo de municipalização. A futura via que será administrada pela Prefeitura da Serra já tem até nome: Avenida Mestre Álvaro.

Por isso, nesta semana o Serra Podcast – vinculado ao Jornal Tempo Novo – recebeu o Secretário de Infraestrutura da Serra, Halpher Luiggi, para detalhar quais os projetos da Prefeitura com a assunção dos 31 km que hoje pertencem a União (e que concedeu a gestão a Eco-101).

O trecho municipalizado será da entrada norte do Contorno do Mestre Álvaro, em Belvedere (após o posto da PRF) até as proximidades do Condomínio Alphaville. De acordo com Halpher, a ideia é criar um modelo que se assemelha as freeway’s americanas, ligando Serra a Vitória por uma rodovia larga, sem obstruções de sinais de trânsito e cruzamentos.

O secretário disse que o projeto é avaliado em meio bilhão de reais, portanto, seria inviável que algo dessa magnitude ficasse pronto em apenas 2 anos; entretanto, ele disse que será feito em partes, das quais as mais importantes já estão em fase de projeto; sendo que algumas devem ser iniciadas no início do ano que vem. “É um projeto em longo prazo, está no limite da arte do que se pretende para a infraestrutura rodoviária da cidade, mas fazer de uma vez é impossível”, completou.

Variante de São Domingos

Secretário concedeu entrevista ao Serra Podcast, do Jornal Tempo Novo. Foto: Gabriel Almeida

Halpher explicou ainda que os recursos serão provenientes da operação de crédito junto a Caixa Econômica Federal; os chamados pontos nevrálgicos já foram mapeados; ele citou a travessia de Serra Sede, que vai receber um novo viaduto próximo à rotatória de Serra Sede que dá na UPA. O projeto é chamado também de variante de São Domingos, do qual será construída uma pista que irá contornar o bairro São Domingos, ligando até a Rodovia Serra x Jacaraípe (Av. Audifax Barcelos).

De acordo com o secretário a rodovia é subutilizada porque os motoristas não conseguem ter acesso adequado pelo bairro São Domingos; com isso, além de uma forma nova de acessar a freeway, os motoristas que vem do norte da Serra poderão acessar o litoral mais rápido. O valor previsto é de R$ 56 milhões.

Cidade Pomar

Foto: Divulgação

Halpher citou também o trevo de Cidade Pomar, que será feita uma interseção em nível inferior (ou seja, passará por cima da freeway); além disso, o secretário disse que a entrada do bairro pela atual BR-101 será urbanizada. O valor do projeto está previsto em R$ 50 milhões.

Halpher disse que atualmente, toda a região de Cidade Pomar, Barro Branco, Eldorado, Novo Porto Canoa, Nova Carapina, entre outros, saem dos bairros para acessar a atual BR-101 pelo trevo de Nova Carapina (perto da entrada de Pitanga, onde tem uma passarela feita pela Eco); com a urbanização da saída de Cidade Pomar associada à obra de interseção em nível inferior ligando a freeway, que vai desafogar o retorno de Nova Carapina e desobstruir o trânsito neste bairros a oeste da atual BR – futura Avenida Mestre Álvaro. Halpher estimou que até o final do ano a obra deve estar contratada.

Porto Cano, Barcelona e Taquara

O secretário citou outro trecho nevrálgico que é aquele perto do posto BKR, que acessa a oeste da BR, os bairro Porto Canoa (pela Avenida Civit), Barcelona (pela Avenida Região Sudeste) e Taquara (pela rua Samuel Meira Brasil). “O projeto deve ficar entre R$ 40 a 50 milhões”, disse Halpher.

Na prática será feita outra intersecção em nível inferior, passando por baixo da freeway. Este é um dos projetos na fase mais embrionária e não deve sequer ser licitado esse ano.

Passagem por baixo Eudes x BR-101 (futura avenida municipal)

BR-101, trecho próximo ao supermercado EPA: local sofre com engarrafamentos. Foto: Gabriel Almeida | Arquivo Tempo Novo

O secretário detalhou a pista em nível inferior que se pretende construir no cruzamento da BR-101 com a Avenida Eudes Scherrer de Souza (perto do Supermercado EPA e entrada de José de Anchieta) que faz a ligação com toda a chamada Grande Laranjeiras (Valparaíso, Parque Residencial Laranjeiras, Colina de Laranjeiras e Morada de Laranjeiras).

Esse projeto já está avançado e de acordo com o secretário, a Ordem de Serviço deve ser dada entre o final deste ano e os primeiros meses de 2023, com valor previsto de R$ 35 a 45 milhões. A intenção é acabar com o gargalo da entrada de José de Anchieta I, II e III e toda a região de Laranjeiras.

Se concluído, o projeto criará um corredor livre ligando o litoral da Serra pela BR-101, passando pela Avenida Paulo Pereira Gomes (av. que fica o Hospital Jayme), passando pelo mergulhão da Rotatória do Ó (previsão de entrega em setembro) e entrando em pista de nível inferior sem sinal de trânsito para acessar a futura freeway por uma agulha lateral.

Acesso a ArcelorMittal e saída do Transcol para freeway

Trecho que dá acesso ao Terminal de Carapina: obras serão feitas nesta região. Foto: Divulgação

O secretário de Infraestrutura, afirmou que o maior gargalo da parte urbana da BR-101 da Serra compreende o trecho entre a rua Norbertino Bahiense (esquina do Banco Bradesco) da qual os ônibus do Transcol saem do Terminal de Carapina em direção a BR-101; e o acesso a ArcelorMittal pela Avenida dos Metalúrgicos.

Halpher disse que ali será necessária a construção de dois binários, com até doze faixas de rolamento (3 vias ida e volta cada na parte central e mais 3 faixas nas duas marginais) que vão até o viaduto de Carapina. Este projeto está sendo estudado ainda; não tem valor estimado e nem prazo para começar.

Projeto precisa ser feitos em etapas

O secretário disse ainda que a transição entre os bairros será mantida por meio das chamadas tesourinhas que são pequenas passagens inferiores utilizadas em Brasília, por exemplo. “Esse projeto de freeway vai transformar a futura Avenida Mestre Álvaro na via municipal mais importante do Espírito Santo”, disse Halpher. Ele finalizou afirmando que é um projeto a longo prazo e precisa ser feito em etapas. Mas que algumas delas já serão iniciadas nestes dois anos de mandato do atual prefeito Sergio Vidigal.

OUTROS EPISÓDIOS

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!