22.7 C
Serra
segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Serra é a segunda cidade do Brasil em ritmo de queda nos números do coronavírus

Leia também

Retorno das aulas presenciais preocupa autoridades do Estado

Autoridades políticas criticam o anúncio do governo do Estado de que deve retornar as aulas, após o período de...

Opinião: professora diz que retorno às aulas é irresponsabilidade e vai expor profissionais e alunos ao coronavírus

* Fabíola dos Santos Cerqueira | Professora de Sociologia da rede estadual * Hilton Dominczak | Sociólogo Nos últimos cinco meses, desenvolvemos Pesquisas...

Vereadores da Serra adiam votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)

Após entrar em pauta para votação nesta segunda-feira (10), o projeto de lei contendo a Lei de Diretrizes Orçamentárias...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Jayme dos Santos Neves é um dos hospitais referências para o tratamento do coronavírus. Foto: Arquivo TN

Com uma diminuição nos registros diários de novos casos confirmados do coronavírus, a Serra está em um ritmo de desaceleração da pandemia nesse último mês. Com isso, foi classificada como uma das quatro cidades brasileiras que estão com o número de novos infectados em queda. No total, já são 10.141 moradores contaminados, 414 mortos e 8.398 curados.

A afirmação de que a cidade está entre as quatro brasileiras com o menor número de novos casos no Brasil foi obtida através de um modelo estatístico desenvolvido pelos pesquisadores Renato Vicente e Rodrigo Veiga, da Universidade de São Paulo. Eles se baseiam na evolução dos casos em cada local (cidade, estado, país) e tem como parâmetro um período de 30 dias, com mais peso para o período recente.

Dessa forma, é medida a aceleração da epidemia, ou seja, a forma como o número de novas pessoas infectadas cresce ou diminui. No modelo estatístico, a Serra está classificada como “desaceleração – número de novos casos em queda”. A notícia vem de encontro com as últimas atualizações realizadas pelo Governo do Estado, que afirma que a Grande Vitória está em uma fase de estabilidade, mas isso não significa que todas as atividades podem voltar ao normal.

Diariamente, o TEMPO NOVO publica atualizações sobre os números da Covid-19 na Serra – e também números gerais do ES. Com esses dados, já é possível afirmar uma queda significativa de registros diários nesse mês. A cidade, que antes registrava 12 mortes em um único dia, agora registra duas, três ou quatro óbitos diariamente. O mesmo acontece com os casos confirmados, que antes eram mais de 200 em um único dia e hoje costuma não passar dos 100 diários.

Mas esses dados mudam a cada 24 horas e em alguns dias registram altos números e em outros baixos.  Até a manhã desta quarta-feira (29), a Serra já registrou 10.141 moradores contaminados, 414 mortos e 8.398 curados.

Comentários

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Opinião: professora diz que retorno às aulas é irresponsabilidade e vai expor profissionais e alunos ao coronavírus

* Fabíola dos Santos Cerqueira | Professora de Sociologia da rede estadual * Hilton Dominczak | Sociólogo Nos últimos cinco meses, desenvolvemos Pesquisas com alunos do Ensino Médio...

Vereadores da Serra adiam votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)

Após entrar em pauta para votação nesta segunda-feira (10), o projeto de lei contendo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2021 foi retirado da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!