28.7 C
Serra
sábado, 22 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Serra começa na segunda (17) a vacinação contra a Covid-19 em crianças de cinco a 11 anos

Leia também

Serra terá dois novos pontos de testagem de Covid-19 | Confira

Diante do crescente número de casos positivos de Covid-19 registrados nos últimos dias, a procura por testes aumentou e...

Avanço explosivo da Ômicron adoece 1.550 pessoas na Serra em 24h

A circulação da variante Ômicron em território capixaba tem causado um aumento explosivo de novos casos da Covid-19 na...

Serra volta para risco moderado e pode sofrer restrições devido ao avanço da Covid-19

Devido ao aumento de casos de coronavírus e mortes causadas por complicações da Covid-19, a Serra voltou a ser...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

As vacinas da Pfizer que serão utilizadas na imunização chegaram no ES na tarde desta sexta (14). Foto: Secretaria de Estado da Saúde

A partir da próxima segunda (17), às 18 horas, no site da Prefeitura da Serra, a criançada entre cinco e 11 anos, indígena e quilombola; com deficiência permanente; com comorbidades e crianças com 11 anos em geral passarão a fazer parte do agendamento para vacinação contra a Covid-19. O agendamento será por meio do http://gti.serra.es.gov.br/saude/

Neste momento, a Pfizer Pediátrica será aplicada somente mediante agendamento, em algumas Unidades de Saúde. Quem participar do primeiro agendamento, receberá o imunizante na quarta (19), quinta (20) e sexta (21).

É preciso que a criança esteja acompanhada por maior ou responsável, além de apresentar documento pessoal, CPF ou cartão do SUS e o cartão de vacina da criança.

Para aqueles que irão desacompanhados, é obrigatória a apresentação por escrito de uma declaração do maior responsável autorizando a vacinação. Caso contrário, a criança não será vacinada.

No caso de deficiência ou comorbidade, assim como já acontece com os adultos, também é necessária a apresentação do laudo médico, por escrito. O documento ficará retido pela equipe de imunização.

A Pfizer Pediátrica não poderá ser administrada concomitantemente com outras vacinas. Caso a criança tenha sido vacinada recentemente, é necessário aguardar o intervalo de 15 dias, para receber a primeira dose da Pfizer Pediátrica.

O prazo entre a primeira e segunda dose é de oito semanas.

O secretário de Saúde do Espírito Santo, Nésio Fernandes, explicou que ao todo, serão 24 mil doses recebidas pelo Espírito Santo. “24 mil doses de vacinas da Pfizer para idade pediátrica que serão suficientes para vacinar as crianças indígenas, com comorbidades, deficiência e iniciar a vacinação de crianças com 11 anos”, explicou.

Nésio ainda ressaltou que a vacina da Pfizer é segura, eficaz, passou pelas fases 1, 2 e 3 e não é experimental. Destacou ainda que a Anvisa aprovou e o Governo Federal comprou as doses para distribuir no Plano Nacional de Operacionalização e Enfrentamento de Combate ao Covid-19.

“Vacinar nossos filhos é um gesto de responsabilidade, de amor e carinho e a melhor maneira de ter toda a família capixaba protegida da Covid-19. Vacinemos nossos filhos e acreditemos na ciência. Ainda nesta sexta-feira (14) a tarde as vacinas já serão encaminhadas aos municípios de modo que no sábado (15) a vacinação das crianças possa ser iniciada na ampla maioria das cidades”, disse o secretário.

Confira as comorbidades incluídas como prioritárias para vacinação contra a Covid-19, em crianças entre cinco e 11 anos:

Diabetes mellitus

Pneumopatias crônicas graves

Hipertensão Arterial

Doenças cardiovasculares

Insuficiência cardíaca (IC)

Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar

Cardiopatia hipertensa

Síndromes coronarianas

Valvopatias

Miocardiopatias e Pericardiopatias

Doenças da Aorta, do Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas

Arritmias cardíacas

Cardiopatias congênita no adulto

Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados

Doenças neurológicas crônicas

Doença renal crônica

Imunossuprimidos

Hemoglobinopatias graves

Obesidade mórbida

Síndrome de down

Cirrose hepática

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!