25.7 C
Serra
terça-feira, 25 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Casagrande sanciona lei que obriga cadastro de compradores de fogos de artifício no ES

Leia também

Acidentes com vítimas fatais na Serra reduziram em 15% de 2020 para 2021

A Serra perdeu 53 moradores em acidentes de trânsito em 2021. O número mostra uma redução de 15% em...

Grupo Tigre vai abrir filial na Serra, gerar centenas de empregos e aquecer economia

O Grupo Tigre, um dos maiores players mundiais no setor da construção civil e saneamento, anunciou a instalação de...

Serra faz ação para testar moradores de rua e abrigos contra Covid-19

A Serra está passando por um aumento explosivo de casos de Covid-19 nos últimos dias e pensando em controlar...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Na Serra, desde o início deste ano é proibido fogos com barulho. Foto: Divulgação

Foi sancionada hoje (15) a Lei que obriga os estabelecimentos que vendem fogos de artifício, explosivos e similares a identificação dos dados dos seus clientes para efeito de mantê-los em cadastro e de encaminhamento  as polícias civil e militar.

O cadastro deve ser feito imediatamente após a venda dos artigos, juntamente com a foto e deverão ser encaminhados para as polícia militar e civil, com número do CPF do comprador, da carteira de identidade e o endereço, com o respectivo comprovante de cada cliente.

O descumprimento da lei pode acarretará multa ao estabelecimento de R$ 3.5 mil e se houver reincidência o valor pode dobrar. A lei passa a valer a partir de hoje (15), data em que foi publicada no Diário Oficial do Governo do ES.

A lei é de autoria do deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) e aprovada na Assembleia Legislativa em junho por unanimidade.

Está proibido uso de fogos de artifício com barulho na Serra

Já na Serra, está proibido o uso de fogos de artifício que façam barulho, seja em eventos públicos ou particulares. O Projeto de Lei do vereador Miguel da Policlínica (sem partido) foi aprovado na Câmara de Vereadores da Serra em 18 de dezembro de 2019 e sancionado pelo prefeito Audifax Barcelos (Rede) no dia 2 de janeiro deste ano.

A Lei nº 5.151, de 02 de janeiro de 2020 proíbe o transporte, armazenamento, comercialização e o manuseio de fogos e artefatos explosivos pirotécnicos sonoros em qualquer estabelecimento comercial de Serra, e também a utilização, queima e soltura de fogos e artefatos pirotécnicos sonoros em locais públicos e privados, abertos ou fechados.

Também prevê multa de R$ 2 mil, valor que pode ser dobrado na primeira reincidência e quadruplicado a partir da segunda reincidência.

A lei não proíbe o uso de fogos na cidade, artefatos que não façam o barulho poderão ser usados. Segundo Miguel, a Lei visa o bem estar de idosos, doentes, bebês, crianças e animais que sofrem com os estouros e estampidos.

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!