21.8 C
Serra
segunda-feira, 01 de junho de 2020

Sábado e domingo tem teatro com Marcos Vera em Vitória

Leia também

Prefeitura projeta perda de R$ 130 milhões em receitas próprias até fim do ano

A crise econômica que se aprofunda à medida que a pandemia se agrava está provocando forte reflexo no caixa...

Mais de 200 mil capixabas já tiveram Covid-19, diz 2ª fase do Inquérito Sorológico

O governador Renato Casagrande anunciou em suas redes sociais que 206.559 mil pessoas já contraíram Covid-19 no Espírito Santo,...

Serra fecha maio com 2.508 casos confirmados e 157 mortos por coronavírus

O mês de maio chegou ao fim com muitos casos confirmados e mortes causadas pela Covid-19 na Serra. De...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

A peça Acorda pra Cuspir tem como ator principal Marcos Vera. Foto: Divulgação André Rocha
A peça Acorda pra Cuspir tem como ator principal Marcos Vera. Foto: Divulgação André Rocha

Neste sábado (5) e domingo (6) tem estreia nacional da peça Acorda pra Cuspir com o ator Marcos Vera, no Teatro Universitário da Ufes, em Vitória.

A peça esteve em temporada em Nova Iorque e foi sucesso de público e crítica. A “acidez” do subtítulo fica por conta do estilo irônico, afiado e quase cruel do norte americano Eric Bogosian, autor de elogiados textos como Sex, Drugs and Rock’n Roll, Talk Radio, SubUrbia, entre outros, encenados com êxito em diversos países.

Sua visão satírica do mundo reflete a insanidade dos tempos em que vivemos, extrapola suas origens geradas no hemisfério norte e, mesmo traduzida por Mauricio Guilherme para o português, ganha dimensões universais de identificação e reconhecimento imediato.

Política, comunicações, religião, diferenças de classes, violência, sexualidade, e outros temas já bastante explorados, ganham novos ângulos de observação, sob direção de Daniel Herz, e não escapam do trator corrosivo da visão cômica e demolidora do autor.

A comedia tem como constante lançar um olhar crítico sobre situações brotadas do cotidiano e das relações humanas. Sua eficácia consiste em explodir numa reação momentânea de prazer e divertimento e, quando bem estruturada, provocar reações tardias de reflexão e análise em efeito residual.

A apresentação de sábado será às 21h e de domingo às 19h. A classificação é 14 anos e a peça dura 70 minutos. Os ingressos estão sendo vendidos no site www.ingresso.com ou na bilheteria do teatro. Inf: 3335-2953 / 3029 2765 / www.wbproducoes.com.

Comentários

Mais notícias

Mais de 200 mil capixabas já tiveram Covid-19, diz 2ª fase do Inquérito Sorológico

O governador Renato Casagrande anunciou em suas redes sociais que 206.559 mil pessoas já contraíram Covid-19 no Espírito Santo, segundo dados da segunda fase...

Serra fecha maio com 2.508 casos confirmados e 157 mortos por coronavírus

O mês de maio chegou ao fim com muitos casos confirmados e mortes causadas pela Covid-19 na Serra. De acordo com a última atualização...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!