Rumo a Tóquio: basquete da atleta serrana Max é bronze no Parapan

0
Rumo a Tóquio: basquete da atleta serrana Max é bronze no Parapan
Brasil venceu as argentinas e garantiu vaga para Tóquio 2020. (Foto: Alexandra Schneider/CPB)

As meninas do basquete em cadeira de rodas, que tem como uma das jogadoras a serrana Maxcileide Ramos, fecharam a participação nos jogos Parapan-Americanos 2019 com a medalha de bronze e, de quebra, estão garantidas no Paralímpico de Tóquio, no ano que vem.

A conquista da seleção brasileira veio após vencer a Argentina por 69 a 44 e conquistar a medalha de bronze nos jogos de Lima, capital do Peru.

Para Max, moradora de Planalto Serrano e atleta do Irefes, foi a estreia em Parapan-Americanos. Ao nascer, ela sofreu falta de oxigênio no cérebro, o que gerou uma paralisia nas pernas, mas aos oito anos de idade, a paratleta conheceu o basquete em cadeira de rodas, esporte que mudou sua vida.

Além do Brasil, as equipes de Estados Unidos e Canadá – medalhas de prata e bronze, respectivamente – também já estão confirmados para os jogos do Japão.

Comentários