24 C
Serra
segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Rose de Freitas diz que ministro de Bolsonaro é desqualificado e pede sua saída

Leia também

Audifax comenta resultado das eleições e deseja “boa gestão” a Sérgio Vidigal

O resultado é oficial: Sérgio Vidigal (PDT) será, mais uma vez, prefeito da Serra. De acordo com a Justiça...

Vidigal diz que o mandato de prefeito será para encerrar seu legado com a Serra

Eleito prefeito da Serra neste domingo (29) com 54.90% dos votos (111.920 mil votos), Sérgio Vidigal (PDT) comemorou a...

Vice de Fábio lamenta derrota nas urnas: “infelizmente não deu”

O resultado é oficial: Sérgio Vidigal (PDT) será, mais uma vez, prefeito da Serra. De acordo com a Justiça...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Rose de Freitas, Jair Bolsonaro e Ricardo Salles. Foto: Divulgação

A senadora, Rose de Freitas (Podemos-ES), divulgou uma nota onde defende a saída do atual ministro de Meio Ambiente do Governo Bolsonaro, Ricardo Salles. A parlamentar capixaba argumentou que as atitudes da autoridade têm “ferido de morte biomas de relevância mundial”, como a Amazônia e o Pantanal, além de afirmar que ele não possui qualificação para a área onde está atuando. Vale lembrar que, nos últimos meses, muitos incêndios ocorrem nesses locais.

Para Rose de Freitas, na questão de preservação ambiental, o Brasil está seguindo na contramão das nações mais desenvolvidas, organismos multilaterais e grandes corporações. “O atual titular da pasta do Meio Ambiente, Ricardo Salles, mostra, desde sua posse, inaptidão e inadequação para o relevante cargo que ocupa. Mais do que isto, suas atitudes têm ferido de morte biomas de relevância mundial, como a Amazônia e o Pantanal”.

Ainda segundo a senadora capixaba, Ricardo Salles “não tem nem qualificação, tampouco aptidão para o cargo que cada vez mais cresce em importância nas nações desenvolvidas e democráticas”. Rose ainda diz que o ministro está deliberadamente agindo contra a preservação ambiental, favorecendo o desmatamento e as queimadas que torram nossas florestas.

Na nota publicada na última sexta-feira (16), a parlamentar diz ainda que “é extensa e danosa a lista de atitudes com as quais o titular do Meio Ambiente contribui para a morte de nossos animais e nossas plantas nativos, ao mesmo tempo em que amplia o descrédito do Brasil mundo afora”.

E continua: “as consequências, além da destruição de florestas e da fauna que nelas se abriga, é o perigo de acentuar-se o declínio econômico que ronda o Brasil, fruto de iminentes retaliações advindas dos parceiros comerciais – caso do agronegócio, sustentáculo de nossa balança comercial e que, duramente, conquistou relevância e prestígio no competitivo comércio internacional”.

Fabiano Contarato

Vale destacar que o senador Fabiano Contarato (Rede) também já mostrou sua insatisfação com o ministro Ricardo Salles. Inclusive, já pediu até o impeachment da autoridade. Além disso, ele acusa o Governo Bolsonaro de “ser omisso” no combate às queimadas.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!