21.1 C
Serra
sábado, 11 de julho de 2020

Romance de escritor capixaba aborda racismo, corrupção e censura no ES

Leia também

Serra ultrapassa 9 mil casos confirmados e já possui 358 mortes causadas pela Covid-19

Seguindo na vice-liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de...

Prefeitura abre vacinação contra gripe para todos os moradores da Serra

Após finalizar a campanha de vacinação contra a gripe Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou a imunização para...

Empresa de segurança que aluga cães é denunciada por abandono na Serra

Após receber denúncias de abandono de animais de propriedade de uma empresa de segurança que trabalha com aluguel de...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Capa de Senhores da Fome, e-book que pode ser baixado gratuitamente. Imagem: Divulgação/Maxwell dos Santos

Hoje (20), Dia da Consciência Negra, o escritor capixaba Maxwell dos Santos escolheu para relançar, em formato e-book romance escrito em 2014. Com texto revisado, Amyltão Escancarado agora ganha novo título: Senhores da Fome.

Crescido na periferia da capital Vitória, Maxwell é negro e sente na pele o que é sofrer preconceito racial e social. Sabe também quanto custa o esforço para ter voz numa sociedade que dá pouca vez aos pobres, sobretudo aos ‘de cor’.

Tudo isso é inspiração para a criação de personagens e histórias que retratam a exclusão social nas particularidades históricas e geográficas do Espírito Santo contemporâneo. Isso está presente com força em Senhores da Fome.

Segundo o próprio Maxwell, a história se passa na cidade fictícia de Pietro Tabachi, situada no norte do Espírito Santo e colonizada por italianos. Nesta cidade há a escola Amylton Dias de Almeida, que tem graves problemas estruturais e pedagógicos.

Os protagonistas Arianne e Henrique são dois adolescentes negros do 9º ano (8ªsérie), que junto dos amigos Hellen e Hudson, decidem montar um blog chamado Amyltão Escancarado e denunciar o que estava errado na escola. Contudo, as denúncias vão de encontro com os interesses do grupo político que domina a cidade e os adolescentes sofrem represálias.

Paralelamente, há um esquema de superfaturamento e desvio de verbas na compra de merenda comandado pela secretária de Educação da cidade, Karine Barreira e de favorecimento do frigorífico do compadre do prefeito Jalmir Barreira, um típico coronel.

O escritor Maxwell dos Santos: obra aborda temas contemporâneos e faz referência a dois personagens históricos do ES. Foto: Divulgação

Tudo isso é denunciado por Aristomar Pedreira, editor do Correio Tabachiano, veículo de oposição à atual administração, além da blogueira Paula Ximenes, editora do blog homônimo. Ato contínuo, o editor e a blogueira sofrem retaliações do mandatário da cidade.

A trama, conforme Maxwell, aborda temas como racismo, exclusão social, corrupção e censura à imprensa. Interessante notar a inspiração do autor para nomear a cidade e a escola. A primeira faz referência a Pietro Tabach, comerciante italiano que migrou para o Brasil montou fazenda em Santa Cruz, Aracruz, e organizou a primeira grande leva da vinda de famílias da península itálica ao ES em 1874. Uma vez na fazenda, as famílias se rebelaram pelas más condições encontradas, acusaram Tabach de exploração e saíram de lá rumo às colônias organizadas pelo governo imperial, notadamente Santa Teresa. O episódio é considerado marco da colonização italiana não só em terras capixabas, mas no Brasil.

Já o nome da escola, é referência direta ao jornalista e documentarista Amylton de Almeida, que lançou em 1983 o documentário Lugar de Toda Pobreza. A obra retrata a miséria da comunidade da região oeste da ilha de Vitória, atual São Pedro, durante o intenso fluxo migratório gerado pela expansão da siderurgia no Complexo Industrial de Tubarão, hoje formado por Vale e ArcelorMittal.

O relançamento de Senhores da Fome está previsto para às 19h desta quarta-feira (20) no Arquivo Público do ES em Vitória. A obra pode ser baixada gratuitamente, a partir das 19h de hoje (20), pelo endereço http://bit.ly/ossenhoresdafomepdf.

Sobre o autor

Maxwell dos Santos nasceu em Vitória/ES em 1986 e mora na referida cidade. É jornalista, designer gráfico e servidor público da Prefeitura de Cariacica desde 2017. É técnico em Multimídia pelo CEET Vasco Coutinho, licenciando em Letras/Português pelo IFES e em História pela Uninter. É autor dos e-books As 24 horas de Anna Beatriz, Ilha Noiada, Amyltão Escancarado (Senhores da Fome), Comensais do Caos, #cybervendetta, Empoderando-se e Ao me ver no Espelho, lançados de forma independente e de Melanie, pela Giostri Editora, de São Paulo.

Serviço

Relançamento do e-book Senhores da Fome(Amyltão Escancarado), de Maxwell dos Santos

Local: Arquivo Público Estadual – Vitória

Data: Quarta-feira (20)

Horário: 19h

Entrada franca

Mais informações:  +55 27 98843-2666 / +55 27 99943–3585

 

 

 

 

Comentários

Mais notícias

Prefeitura abre vacinação contra gripe para todos os moradores da Serra

Após finalizar a campanha de vacinação contra a gripe Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou a imunização para todos os moradores da Serra. ...

Empresa de segurança que aluga cães é denunciada por abandono na Serra

Após receber denúncias de abandono de animais de propriedade de uma empresa de segurança que trabalha com aluguel de cães de raça, localizada no...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!