27 C
Serra
quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Romance de escritor capixaba aborda racismo, corrupção e censura no ES

Leia também

Músico grava CD gospel e faz shows para ajudar esposa com doença degenerativa

Dias 7 e 8 de fevereiro vai ter Verão com Jesus Serra, em Jacaraípe e uma das atrações será...

Mais de 150 vagas para auxiliar de limpeza no Sine da Serra

Nesta quarta-feira (28), estarão abertas 266 vagas para profissionais que possuem apenas o ensino fundamental e moram, atualmente, na...

Serra joga em casa no sábado em busca da primeira vitória no Capixabão

O Serra empatou com o Real Noroeste em Águia Branca e agora segue para o segundo jogo da primeira...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Capa de Senhores da Fome, e-book que pode ser baixado gratuitamente. Imagem: Divulgação/Maxwell dos Santos

Hoje (20), Dia da Consciência Negra, o escritor capixaba Maxwell dos Santos escolheu para relançar, em formato e-book romance escrito em 2014. Com texto revisado, Amyltão Escancarado agora ganha novo título: Senhores da Fome.

Crescido na periferia da capital Vitória, Maxwell é negro e sente na pele o que é sofrer preconceito racial e social. Sabe também quanto custa o esforço para ter voz numa sociedade que dá pouca vez aos pobres, sobretudo aos ‘de cor’.

Tudo isso é inspiração para a criação de personagens e histórias que retratam a exclusão social nas particularidades históricas e geográficas do Espírito Santo contemporâneo. Isso está presente com força em Senhores da Fome.

Segundo o próprio Maxwell, a história se passa na cidade fictícia de Pietro Tabachi, situada no norte do Espírito Santo e colonizada por italianos. Nesta cidade há a escola Amylton Dias de Almeida, que tem graves problemas estruturais e pedagógicos.

Os protagonistas Arianne e Henrique são dois adolescentes negros do 9º ano (8ªsérie), que junto dos amigos Hellen e Hudson, decidem montar um blog chamado Amyltão Escancarado e denunciar o que estava errado na escola. Contudo, as denúncias vão de encontro com os interesses do grupo político que domina a cidade e os adolescentes sofrem represálias.

Paralelamente, há um esquema de superfaturamento e desvio de verbas na compra de merenda comandado pela secretária de Educação da cidade, Karine Barreira e de favorecimento do frigorífico do compadre do prefeito Jalmir Barreira, um típico coronel.

O escritor Maxwell dos Santos: obra aborda temas contemporâneos e faz referência a dois personagens históricos do ES. Foto: Divulgação

Tudo isso é denunciado por Aristomar Pedreira, editor do Correio Tabachiano, veículo de oposição à atual administração, além da blogueira Paula Ximenes, editora do blog homônimo. Ato contínuo, o editor e a blogueira sofrem retaliações do mandatário da cidade.

A trama, conforme Maxwell, aborda temas como racismo, exclusão social, corrupção e censura à imprensa. Interessante notar a inspiração do autor para nomear a cidade e a escola. A primeira faz referência a Pietro Tabach, comerciante italiano que migrou para o Brasil montou fazenda em Santa Cruz, Aracruz, e organizou a primeira grande leva da vinda de famílias da península itálica ao ES em 1874. Uma vez na fazenda, as famílias se rebelaram pelas más condições encontradas, acusaram Tabach de exploração e saíram de lá rumo às colônias organizadas pelo governo imperial, notadamente Santa Teresa. O episódio é considerado marco da colonização italiana não só em terras capixabas, mas no Brasil.

Já o nome da escola, é referência direta ao jornalista e documentarista Amylton de Almeida, que lançou em 1983 o documentário Lugar de Toda Pobreza. A obra retrata a miséria da comunidade da região oeste da ilha de Vitória, atual São Pedro, durante o intenso fluxo migratório gerado pela expansão da siderurgia no Complexo Industrial de Tubarão, hoje formado por Vale e ArcelorMittal.

O relançamento de Senhores da Fome está previsto para às 19h desta quarta-feira (20) no Arquivo Público do ES em Vitória. A obra pode ser baixada gratuitamente, a partir das 19h de hoje (20), pelo endereço http://bit.ly/ossenhoresdafomepdf.

Sobre o autor

Maxwell dos Santos nasceu em Vitória/ES em 1986 e mora na referida cidade. É jornalista, designer gráfico e servidor público da Prefeitura de Cariacica desde 2017. É técnico em Multimídia pelo CEET Vasco Coutinho, licenciando em Letras/Português pelo IFES e em História pela Uninter. É autor dos e-books As 24 horas de Anna Beatriz, Ilha Noiada, Amyltão Escancarado (Senhores da Fome), Comensais do Caos, #cybervendetta, Empoderando-se e Ao me ver no Espelho, lançados de forma independente e de Melanie, pela Giostri Editora, de São Paulo.

Serviço

Relançamento do e-book Senhores da Fome(Amyltão Escancarado), de Maxwell dos Santos

Local: Arquivo Público Estadual – Vitória

Data: Quarta-feira (20)

Horário: 19h

Entrada franca

Mais informações:  +55 27 98843-2666 / +55 27 99943–3585

 

 

 

 

Comentários

Mais notícias

Mais de 150 vagas para auxiliar de limpeza no Sine da Serra

Nesta quarta-feira (28), estarão abertas 266 vagas para profissionais que possuem apenas o ensino fundamental e moram, atualmente, na Serra. Destas chances, 155 são...

Serra joga em casa no sábado em busca da primeira vitória no Capixabão

O Serra empatou com o Real Noroeste em Águia Branca e agora segue para o segundo jogo da primeira fase do Campeonato Capixaba contra...

Erosão avança, destrói ruas e preocupa moradores em Manguinhos

A beleza de uma das principais praias da Serra, Manguinhos, está dando lugar para crateras gigantes. A causa disso tudo são as fortes ondas...

Instituto alerta para risco de mais chuva forte no ES

Pode chover forte nas cidades capixabas, incluindo a Serra, durante a tarde e noite desta terça-feira (28). O alerta é do Climatempo. De acordo...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem