Serra, 19 de agosto de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 23 de Fevereiro de 2018 às 10:07

Muita reza para afastar as assombrações que rodam na Quaresma

Lendas de lobisomem, saci, mula sem cabeça e assovios misteriosos ainda povoam o imaginário popular no período que antecede a Páscoa


 

Dona Argentina, de 86 anos segue a tradição de rezar o terço para afastar o mal. Foto: Fábio Barcelos

Clarice Poltronieri

Quaresma: período de abstinência e oração, mas também de reviver as histórias dos antepassados relacionadas a assombrações e lendas. E mesmo com todas as mudanças sociais, há ainda quem acredite, pelo menos, se lembre dos relatos dos mais antigos.

A moradora de Laranjeiras, IdalinaBonelli, ainda teme alguns casos. “Papai dizia que na quaresma tinha um homem que virava lobisomem e vários animais. Uma vez meu irmão vinha à cavalo para casa e disse que o lobisomem o acompanhou em forma de porco. Nós tínhamos medo e não saíamos à noite neste período. Tenho medo até hoje de lobisomem e de assombração”, conta.

Gessy Ribeiro, de 95 anos, vive há quase 50 anos no entorno da praçada Igreja Reis Magos, em Nova Almeida, lugar cheio de histórias sobrenaturais. “Antigamente a gente via um padre jesuíta em cima do canhão ou na porta da igreja. Aqui era cheio de mata, tinha muito bicho e o tal do lobisomem que aparecia na Quaresma, mas a gente não aceitava essas coisas ruins dentro de casa, só o Divino Espírito Santo. A gente tinha medo. Eu e meu marido ouvíamos os bichos assoviando e eles gostavam de mascar as cascas dos mariscos que as pessoas jogavam fora. Quando tinha uma coisa assim, eu me pego com Deus. Hoje não tem mais, porém continuo rezando”explica.

De Eldorado, Argentina Almeida dos Santos, de 88 anos, também reforça as orações no período. “Minha mãe me ensinou que tem que acreditar em Deus. Nessa época essas coisas ruins ficam soltas, mas ela não deixava a gente ver essas coisas. Quando eu era menina, rezava a missa no rádio às 18h todo dia e o terço, meu pai não deixava a gente fazer nada em dia santo, nem varrer casa, comer carne e ainda defumava a casa, igual na igreja. Hoje eu e meu marido acompanhamos as missas e o terço todos os dias da Quaresma na TV para afastar o mal”, frisa.

Contador de histórias e ativista cultural da Serra, Teodorico Boa Morte, diz que há muitos casos relacionados à Quaresma. “Acredita-se que por conta do jejum de Jesus, que durou 40 dias, o diabo ficou solto, atentando, então as histórias de assombrações, sacis, mula-sem-cabeça, lobisomem e várias outras, acabam sendo relacionadas ao período. Há alguns anos, os santos e imagens eram cobertos por pano roxo em respeito ao período”, lembra.




O que você acha ?

Os novos investimentos ambientais anunciados por Vale e Arcelor vão reduzir o pó preto?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por