Professor mantém greve e promete mais protesto

0
Professores protestam nas ruas de Laranjeiras por reajuste de 11,18%. Foto: Clarice Poltronieri
Professores protestam nas ruas de Laranjeiras por reajuste de 11,18%. Foto: Clarice Poltronieri

Por Clarice Poltronieri

Os professores da Serra seguem em ritmo de operação tartaruga com aulas reduzidas. Até a próxima assembleia, que será na terça (01), as aulas na rede municipal seguem reduzidas para 2,5h diárias no Ensino Fundamental (1º  ao 9º ano) e 2h na Educação Infantil nos CMEIS.  A carga regular é, respectivamente, de 4,5h e 4h.

A decisão de manter a greve parcial foi tomada na assembleia de terça (22), no Centro Comunitário de Laranjeiras. Segundo a diretora do sindicato dos professores, Josandra Rupf, cerca de 300 professores estiveram presentes e aproximadamente 100 deles protestaram pelas ruas de Laranjeiras contra o reajuste de 9,26% – a ser pago em três parcelas, sendo a última em abril de 2016 – oferecido pela Prefeitura e já aprovado pela Câmara Municipal.

Os professores reivindicam 11,18%, mas a Prefeitura alega dificuldade financeira para atender, já que o reajuste oferecido abrange os demais servidores municipais e o país vive momento de crise financeira. “Optamos por manter a operação tartaruga invertida. No dia 1º teremos outra assembleia, às 7h, com local a definir, com manifestação logo depois”, conta Josandra.

Segundo o sindicato, cerca de 70% das escolas aderiram à operação tartaruga invertida. A operação começou no dia 16 de junho.

Comentários