• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados
30.2 C
Serra
sexta-feira, 22 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados

Prefeitura faz vistorias em escolas para decidir se aulas voltam ou não em fevereiro na Serra

Leia também

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...

Jair Reis, morador antigo de Jacaraípe, morre por complicações da Covid-19

A pandemia de coronavírus fez a Serra perder mais um ilustre morador. Trata-se de Jair Reis que não resistiu...

Contarato diz que chefe do Ministério Público atua como ‘advogado de Bolsonaro’

O posicionamento considerado ‘omisso’ do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, sobre a conduta de Jair Bolsonaro na crise sanitária...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Vidigal e Alessandro visitaram escola da cidade nesta terça-feira. Foto: Divulgação

Após afirmar que as aulas não seriam retomadas nas escolas da Serra enquanto os profissionais de educação não fossem vacinados contra o coronavírus, a Prefeitura da Serra voltou atrás e está estudando a possibilidade de retornar com as atividades presenciais em fevereiro deste ano. Para avaliar se essa volta às aulas será possível, o prefeito, Sergio Vidigal (PDT), e o secretário de Educação, Alessandro Bermudes, estão realizando visitas nas unidades escolares do Município.

O objetivo da vistoria é avaliar se a estrutura dessas escolas e creches atenderia as demandas geradas pelas medidas de segurança para evitar a proliferação da Covid-19 no ambiente escolar como, por exemplo, o distanciamento social nas salas de aulas e refeitório. A decisão de realizar as visitas ocorreu após o governador Renato Casagrande (PSB) realizar uma reunião com prefeitos da Grande Vitória e pedir para que as prefeituras retornem as aulas presenciais em fevereiro desde ano, todas seguindo o mesmo calendário escolar.

Anteriormente, no final de dezembro de 2020, Sergio Vidigal e Alessandro Bermudes haviam afirmado categoricamente que as escolas só seriam reabertas após a vacinação de todos os profissionais que trabalham nas escolas, desde os professores a quem atua na limpeza ou portaria. A fala foi concedida à reportagem do TEMPO NOVO logo após o prefeito anunciar alguns nomes que havia escolhido para o seu secretariado, incluindo o da Educação.

Na manhã desta terça-feira (12), o secretário da Educação e o prefeito estiveram na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professora Carla Patrícia de Oliveira, em Balneário de Carapebus. Por lá, eles avaliaram a estrutura da unidade, mas ainda não divulgaram detalhes sobre o que foi visto na escola.

De acordo com Vidigal, o trabalho seguirá ocorrendo por todas as escolas da cidade. “Para retornar às aulas nesse cenário de pandemia, é necessário uma ambiência diferente. Vamos analisar todos os cenários antes de tomar a decisão”, afirmou o chefe do Executivo.

Segundo Alessandro Bermudes, a vistoria vai apontar com exatidão as adaptações que precisam ser realizadas em cada unidade. Disse ainda que, ao todo, a rede de educação da Serra conta com 141 unidades, sendo 67 EMEFs e 74 CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil).

A Prefeitura da Serra garantiu ainda que antes de tomas qualquer decisão pretende ouvir pais, alunos, professores e funcionários. “(Todos) terão voz na decisão de retorno das atividades escolares”, disse o Município em nota.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!