• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.183 curados
26.1 C
Serra
domingo, 17 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.186 curados

Pilotos capixabas se dão bem na Taça Rio de Marcas e Pilotos em terras cariocas

Leia também

ES recebe 1,5 milhão de seringas para vacinação contra a Covid-19

Chegou ao Estado na manhã deste sábado (16), a primeira remessa de 1,5 milhão de seringas que serão utilizadas...

Advogado mata adolescente que tentava assaltar mulher na Serra

Um adolescente foi morto, na tarde desta sexta-feira (15), ao tentar assaltar uma mulher na avenida Talma Rodrigues Ribeiro,...

Prefeitura fiscaliza bares para flagrar aglomeração e conter Covid-19 na Serra

Pensando em conter o avanço do coronavírus e conscientizar a população, a Prefeitura da Serra está intensificando ações de...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Equipe Cibien que foi um dos destaques capixabas no campeonato. Foto: Divulgação

A maioria dos pilotos do Campeonato Capixaba de Velocidade na Terra passaram o fim de semana colhendo troféus no Autódromo Plan Speed Park, localizado na cidade carioca de Campos dos Goytacazes, na participação de mais uma etapa do Campeonato “Taça Rio de Marcas e Pilotos”. Valendo ressaltar que não é barro, lá é asfalto.

O Estado foi representado por 14 pilotos que trouxeram vários troféus, sendo 3 na categoria Light e dois na Graduados, com destaque para Sandro Cibien que foi o 1º colocado na Graduados e segundo colocado na Light. “Era meu dia e eu não sabia! Foi a primeira vitória na categoria na minha terceira participação. Ganhei uma bateria na Graduados e uma na Light e poderia ser melhor se o carro não apresentasse problemas nas outras baterias”, comemora o piloto que acrescenta. “Eu sabia que teria que novamente enfrentar o Liliu e o Melhorim, que são grandes pilotos e com seus carros poderosos, mas era o meu dia de comemorar contando com tudo. Desde o acerto do carro e certamente com a sorte”.

Na Graduados todos esperavam novamente a “briga” entre os capixabas Eder Melhorim e Anaylson Rui, o Liliu. E indicava que seria assim desde os primeiros treinos, pois Eder Melhorim bateu recorde da pista e Liliu estava colado. Melhorim com problemas elétricos ficou de fora das atividades oficiais da etapa.

Segundo Romildo Strey, chefe de equipe de Melhorim, o carro deu pane. “O carro parou e simplesmente não ligou mais. Não tinha pulso na bobina. Tentamos de tudo e ninguém descobriu o que era até o fim do evento.”, lamenta Strey.

Sem Eder Melhorim na disputa, sobrou para Sandro Cibien enfrentar Liliu que largou na pole. Cibien partiu pra cima colando em Liliu que sustentava a primeira colocação com a pressão de Cibien, ao ponto de quase bater na traseira do líder, quando apresentou problemas. Daí Cibien assumiu a liderança e sumiu até a bandeirada final.

Com a inversão do grid nas primeiras posições Cibien largou em quarto e Liliu em quinto. Logo na largada Cibien assumiu a ponta e Liliu passou a pressionar tentando ultrapassagens em todos os pontos, até cometer um pequeno erro e cortar o pneu. Cibien segurou a liderança por um bom tempo, mas o carro perdeu rendimento sendo ultrapassado pelo carioca Pedro Junior, mas sustentando a segunda colocação que, na somatória das duas baterias lhe daria a primeira colocação no geral. Liliu trouxe o troféu de 5º colocado no geral da categoria.

Carro 117 do piloto Vitor Borgui que também foi destaque no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação

Já na categoria Light quem chegou chegando foi o piloto Vitor Borgh que, em ascendência nas corridas do Capixaba de Velocidade na Terra, foi fazer sua primeira corrida no asfalto e mostrou pra que veio. Vitor Borgh venceu a primeira bateria com tranquilidade e com a inversão do grid ele largou em sexto na segunda, tendo na primeira colocação o Sandro Cibien, mas não deu outra. Ele passou todo mundo e abriu quase uma reta, mas na última volta o carro quebrou a homocinética e ele parou a cinco metros da linha de chegada.

“Eu tinha tudo na mão e faltavam poucos metros para receber a bandeirada e levar o troféu de primeiro no geral. É minha primeira corrida aqui no Rio de Janeiro e eu quero voltar e fechar a próxima etapa com chave de ouro”, comenta Vitor Borgh que na somatória geral ficou em terceiro. Os outros capixabas que subiram no pódio da Light foram Sandro Cibien em segundo e Luciano Magalhães em quarto lugar.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!