25.8 C
Serra
quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Pesquisadora serrana faz live para debater a periferia

Leia também

Serra tem 327 mil eleitores e maioria de aptos a votar é mulher

Neste domingo (29) acontece o segundo turno da eleição municipal que irá escolher o próximo prefeito da Serra. No...

Serra registra mais seis moradores mortos e 382 novos casos de Covid-19 em 48h

O número é assustador: 589 moradores da Serra foram mortos pelo coronavírus em apenas nove meses. A cidade chegou...

Serra tem aumento de 1.045% nos casos de chikungunya e especialista fala em surto

Em meio à pandemia causada pelo coronavírus, outra doença tem tirado o sono de moradores da Serra. Trata-se da...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O conceito de periferia e a relação do Estado com a população marginalizada. É o que será debatido na próxima sexta-feira (16), às 19h, na live da cientista social e jornalista serrana Silvia Gonçalves.

A live, cujo tema é ‘Centro ou periferia? Discussões situacionais’ será transmitida pelo instagram do Centro Cultural Eliziario Rangel. A instituição tem endereço físico em Jardim Limoeiro e promove o debate.

Segundo Silvia, a live é para falar sobre periferia.  “É uma palavra muito usada, mas a internação da live é discutir o que seria periferia. Não é um conceito geográfico. Se refere tanto a um processo histórico que segregou a cidade em áreas que têm acesso a certos serviços e áreas que não têm”, explica.

Moradias precárias e ausência de saneamento em José de Anchieta II,na Serra: parte expressiva da população vive à margem da economia e é privada de direitos básico. Foto: Gabriel Almeida | Arquivo TN

A cientista social e jornalista acrescenta que esse processo de exclusão culmina, guardando as especificidades de cada contexto, também em um ethos  marcado pelas relações de proximidade e  pela relação sinuosa com o Estado.,

A cientista social e jornalista serrana Silvia Pereira. Foto: Reprodução Facebook

Nas ciências sociais, Silvia desenvolve pesquisas sobre a vida nas comunidades mais pobres das grandes cidades do país. Um dos seus trabalhos é relação entre as pessoas que freqüentam as igrejas evangélicas e o funk. Como jornalista, Silvia já foi repórter do Jornal Tempo Novo e atualmente escreve matérias para o site The Intercept Brasil.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!