Apesar dos números altíssimos de moradores doentes por dengue na Serra este ano, a cidade vem registrando uma queda nos casos confirmados da doença. A afirmação é da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) que diz ter intensificado as ações de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e também do vírus da zika e chikungunya.

Só este ano, foram confirmados 16.252 casos de dengue na Serra, além de sete mortes pela doença. Os dados da Sesa mostram ainda que, em comparação ao mesmo período do ano passado, o aumento é de 2.000%. Em 2018, até setembro, tinham sidos registrados 768 moradores infectados com o vírus.

Mas segundo a Prefeitura da Serra, vem sendo observado uma diminuição nos números de casos confirmados de dengue na Serra. De acordo com o Município, ações de combate vêm sendo intensificadas para que essa queda nos registros continue.

“Estamos realizando campanhas educativas para conscientização da população e até medidas diretas como telagem de caixas d’água, bloqueio nos pontos críticos, colocação de larvicida, visita às residências e também a locais estratégicos (borracharias, ferros-velhos, floriculturas)”, destaca a prefeitura na nota enviada.

Ainda de acordo com o Município, zika e chikungunya não tiveram nenhuma morte registrada este ano, sendo confirmados, respectivamente, 125 e 79 casos na cidade.

Comentários