Opinião TN | Para atacar Audifax, oposição promove escárnio e dá um duro golpe na Serra | Portal Tempo Novo

Serra, 27 de junho de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Política

Serra, 11 de junho de 2019 às 17:39

Opinião TN | Para atacar Audifax, oposição promove escárnio e dá um duro golpe na Serra

Por Yuri Scardini
[email protected]

O TEMPO NOVO há muitos anos alerta sobre as mazelas ambientais na Serra, com uma cobertura pioneira na área do Meio Ambiente. Nestes 36 anos, nas páginas do jornal já foram denunciados muitos crimes ambientais e situações inaceitáveis para esta área que é fundamental para a vida na Terra. E ontem na Câmara, um fato lamentável foi registrado.

Trata-se de um escárnio. Um movimento de vereadores de oposição derrubou um projeto de lei de autoria do Poder Executivo (leia-se prefeito Audifax Barcelos – Rede). A proposta visava proibir que rejeitos de minério da Vale vindos de Vitória fossem descartados na Serra a revelia dos interesses do município e de sua população.

Para contextualizar brevemente, há décadas atrás a Vale depositava rejeito de minério na ponta norte de Camburi. Ao longo dos anos, isso gerou uma multa milionária. Para fugir de pagar o valor devido à poluidora firmou um Termo de Compromisso Ambiental com a Prefeitura de Vitória e outros órgãos a título de compensação. O acordo previa que a mineradora retirasse a areia contaminada do local e construísse um parque em Vitória – que já foi até inaugurado ao custo de R$ 14 milhões.

Acontece que enquanto Vitória ganha um parque milionário a Serra deve ficar com o rejeito da Vale. Assim como o TEMPO NOVO cobriu sistematicamente, a intenção é depositar esse material na Serra, em uma aterro licenciado pelo governo do Estado para a empresa Marca Ambiental que fica localizado aos pés do Mestre Álvaro, ao lado do bairro Pitanga e na frente de Nova Carapina. Para evitar isso a prefeitura encaminhou à Câmara um PL que proibia o descarte na Serra.

Depois de tramitar a passos de tartaruga, os vereadores de oposição – que são maioria, derrubaram o projeto e agora, o município nada pode fazer para impedir que a areia contaminada da Vale saia de Vitória e venha a ser depositada aos pés do Mestre Álvaro, que possui grande biodiversidade.

Não há argumentos cabíveis que justifique tamanha irresponsabilidade. Antes de tudo, os vereadores trabalham para a população da qual os representam. É lamentável que a crise política que tomou conta da Serra chegue a este ponto de cegueira e total descompromisso com o município. A população deve cobrar explicação de seus representantes, pois esta derrubada do projeto é um duro golpe que deslegitima um movimento que vem tentando se vender como puro e autêntico, mas que se contradiz em suas ações.

O Mestre Álvaro não merece receber lixo contaminado da Vale que foi expulso de Vitória. A Serra não é quinta da capital e que estes vereadores coloquem a mão na consciência. Punir 500 mil habitantes por conta de briga política é digno de repugnância. Mandatos passam e o poder se dilui como chuva, o que fica é o legado deixado por cada um.

Veja atualização aqui

Confira os vereadores que votaram contra o projeto:

Adilson de Novo Porto Canoa (PSL)

Adriano Galinhão (PTC)

Aecio Leite (PT)

Basílio da Saúde (Pros)

Cleuza Paixão (PMN)

Fabão da Habitação (PSD)

Geraldinho Feu Rosa (PSB)

Geraldinho PC (PDT)

Pastor Ailton (PSC)

Quelcia (PSC)

Raposão (PSDB)

Roberto Catirica (PHS)

Stefano Andrade (PHS)

Wellington Alemão (DEM)




O que você acha ?

Como você avalia os 6 primeiros meses de Renato Casagrande no Governo do Estado?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por