27.1 C
Serra
terça-feira, 31 de março de 2020

Ong abre agenda para palestras educativas sobre Mestre Álvaro em escolas da Serra

Leia também

Mais um paciente está curado do coronavírus no ES, diz governo

Dos 85 casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, 13 pacientes já estão curados da doença. A afirmação é...

Moradora de Valparaíso preocupada com aglomeração de pessoas em feira orgânica do bairro

Uma moradora de Valparaíso que não quis se identificar está preocupada com o número de pessoas que se aglomeram...

Supergasbras diz que não vai haver desabastecimento de gás no ES

    Um vídeo tem circulado em redes sociais e grupos de whatsapp desde a noite da última segunda (30). No...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

A palestra é gratuita e aborda crimes ambientais, caça ilegal, fauna, flora. Foto: Guardiões do Mestre

Caça, lixo, fauna, flora e crimes ambientais. Estes são alguns dos assuntos que ativistas ambientais da Serra estão levando para escolas do município.

A educação ambiental está sendo feita de forma voluntária pela equipe da ong dos Guardiões do Mestre. Durante as férias escolares os ativistas deram um tempo nos trabalhos, mas com a volta as aulas as palestras serão retomadas com força total e a agenda já está aberta para as instituições de ensino que quiserem levar o assunto para os estudantes.

Para levar a palestra para a escola, basta entrar em contato com o telefone 99631-2337. “Só precisamos que a escola tenha projetor e caixa de som, porque esse material ainda não temos”, destaca Junior Nass, do Guardiões do Mestre.

O projeto começou em 2019 em meados de junho e alcançou 1.550 alunos de dezesseis escolas.

Segundo Junior Nass, que faz parte dos Guardiões, para mostrar a história do Mestre Álvaro, são usados fotos e vídeos. “Mostramos os animais, as plantas, conscientizamos sobre a caça ilegal e mostramos crimes ambientais que acontece na Área de Proteção Permanente (APP) do Mestre Álvaro. Também falamos sobre o trabalho da ong e como ela surgiu”, destaca Nass.

O Mestre Álvaro tem 833 metros de altitude e uma área total de 2.389 hectares. Eram 3.470, mas a área foi reduzida devido a um projeto de lei que foi aprovado pelo Governo do Estado em 2018. Em sua larga extensão é possível encontrar animais como bugio, macaco prego, preguiça de coleira, ouriço, serpentes, anfíbios, aves, tamanduá, jacaré, lontra, jaguatirica, entre outros.

É no Mestre Álvaro também que existe uma espécie única de planta, que só é encontrada em solo serrano: a Behuria mestrialvarensis (uma flor). “Mas temos ainda orquídeas, bromélias, pavonia miltiflora, entre outras espécies”, conta Ricardo Monteiro.

A equipe dos Guardiões do Mestre conta com oito ativistas ambientais que além de educação ambiental em escola, atua promovendo turismo, com subidas e travessias no monte realizadas mensalmente. “O valor simbólico cobrado para a subida inclusive é usado neste tipo de trabalho”.

Comentários

Mais notícias

Moradora de Valparaíso preocupada com aglomeração de pessoas em feira orgânica do bairro

Uma moradora de Valparaíso que não quis se identificar está preocupada com o número de pessoas que se aglomeram nas feiras livres, em especial,...

Supergasbras diz que não vai haver desabastecimento de gás no ES

    Um vídeo tem circulado em redes sociais e grupos de whatsapp desde a noite da última segunda (30). No vídeo, o motorista de caminhão...

Serra deve receber hospital de campanha para pacientes com Covid-19

Com previsão para entrega em 15 dias, a Serra pode ter o seu hospital de campanha, para atendimento às suspeitas e aos infectados com...

PDT nega aproximação com Rodrigo Caldeira

Lideranças do Partido Democrático Trabalhista (PDT) reagiram a matéria publicada no Tempo Novo, nesta segunda-feira (29), dando conta de que o presidente da Câmara...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem