23.2 C
Serra
quinta-feira, 02 de abril de 2020

Obras na ArcelorMittal Tubarão vão gerar 920 postos de trabalho

Leia também

Morre paciente com suspeita de coronavírus no ES

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou na noite desta quarta-feira (1°) que está investigando a morte de...

Governo do ES confirma 22 casos de coronavírus na Serra

A Serra tem oito novos casos confirmados de coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde...

Guarita de salva-vidas é incendiada em praia da Serra

Uma guarita suspensa para salva vidas ao lado da lagoa de Carapebus foi destruída por incêndio. A guarita ficava...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Planta da ArcelorMittal Tubarão, localizada entre Serra e Vitória: obras para reduzir poluição. Foto: Divulgação/ArcelorMittal

Obras para reduzir a poluição e também para implantar usina de dessalinização da água do mar vão gerar 920 postos temporários de trabalho na ArcelorMittal Tubarão. A informação é da assessoria de imprensa da empresa, que ressaltou que algumas dessas vagas já estão sendo preenchidas, uma vez que parte das obras já foram iniciadas.

Segundo a siderúrgica, são 700 vagas para construir a 4ª bateria de coque.  Dentre as especialidades necessárias,  mecânicos, eletricistas, soldadores, caldeireiros e pedreiros refrataristas. De acordo com a assessoria de imprensa da ArcelorMittal Tubarão, parte dessas vagas já começaram a ser preenchidas. As vagas restantes devem ser disponibilizadas, aos poucos, no Sine da Serra nas próximas semanas e meses pelas empresas que estão fazendo a 4ª Bateria, a ThyssenKrupp e a RIP.

A siderúrgica acrescenta que a prioridade é contratar pessoas que moram no município da Serra.

A ArcelorMittal Tubarão informa que a nova bateria vai melhorar a qualidade do ar, sendo um dos investimentos previstos no Termo de Compromisso Ambiental (TCA) assinado  junto aos órgãos públicos em 2018. E além desta obra, para reduzir a pouição, a siderúrgica irá instalar barreiras de vento e sistema de despoeiramento do Alto-Forno 1, Sinterização e Aciaria.

De acordo com a empresa, esses investimentos em melhorias ambientais somam R$ 1,14 bilhão e incluem ações a curto, médio e longo prazos.   Os outros 220 empregos temporários anunciados são para construir a usina de dessalinização de água do mar, que irá reduzir a pressão do consumo de água doce da planta de Tubarão sobre o rio Santa Maria da Vitória. A Arcelor Mittal Tubarão é a maior consumidora individual deste manancial, que abastece  parte da Serra, de Vitória e de Cariacica, além de Praia Grande em Fundão.

A assessoria de imprensa da siderúrgica, informa que 160 vagas são para mão de obra direta (obra civil e montagem). Já a operação e manutenção da usina serão feitas por oito empregados próprios. Serão demandados profissionais das áreas de Obra Civil e Eletromecânica.

A obra da usina já tem licença ambiental, ficará na parte do Complexo de Tubarão em Vitória  e está prevista para ser iniciada em abril. As contratações para a usina de dessaliniação serão feitas pela Fluence, empresa que ganhou a concorrência para fornecimento e montagem da planta, sendo que a preferência será por fornecedores locais tanto nos serviços de execução das obras de construção da planta de dessalinização quanto nos de interligação desta aos sistemas da ArcelorMittal Tubarão. A empresa também visa potencializar as oportunidades para as empresas locais, através da Ases (Associação dos Empresários da Serra) e Findes (Federação das Indústrias do ES).

Siderúrgica acabou de implantar outras melhorias

Outras obras recém-implementadas na ArcelorMittal Tubarão foram as reformas do Alto-Forno 2 e do Revamp da Máquina de Lingotamento Contínuo 2. Já concluídas, elas movimentaram investimentos da ordem de R$ 390 milhões, sendo R$ 133 milhões na reforma do Alto-Forno 2 e 256 milhões no Revamp. Foram geradas 1.100 vagas temporários de emprego para cargos diversos. Não houve geração de empregos permanentes nestes projetos, pois consistiram em reformas de equipamentos já existentes.

Comentários

Mais notícias

Governo do ES confirma 22 casos de coronavírus na Serra

A Serra tem oito novos casos confirmados de coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na noite desta quinta-feira...

Guarita de salva-vidas é incendiada em praia da Serra

Uma guarita suspensa para salva vidas ao lado da lagoa de Carapebus foi destruída por incêndio. A guarita ficava na areia da praia de...

Em 24 horas, Espírito Santo confirma 25 novos casos de coronavírus

Em apenas 24 horas, o Espírito Santo registrou 25 novos casos de coronavírus. A informação foi divulgada pelo governador Renato Casagrande (PSB), durante um...

Ufes desenvolve escudo facial para pessoal da saúde combater coronavírus

Fruto de pesquisa desenvolvida no Centro Tecnológico e do Centro de Ciências Exatas da Ufes, o Espírito Santo deve ganhar em breve reforço na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem