18.8 C
Serra
quinta-feira, 28 de Maio de 2020

Nova invasão surge entre Continental e Bicanga

Leia também

Fábio Duarte, escolhido por Audifax para ser o seu sucessor, fala um pouco da sua história

Administrar uma Prefeitura como a da Serra, o município mais populoso do Estado, não é para qualquer um. Suceder...

Destruição da Mata Atlântica reduz no ES, mas cresce em outros estados

Em tempos onde Brasília age abertamente para reduzir a proteção ambiental no país, uma boa notícia para os capixabas....

Polícia Rodoviária apreende 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na Serra

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga de caminhão com 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Participantes da ação em área às margens da avenida que vai para a praia de Bicanga. Foto: Bruno Lyra
Participantes da ação em área às margens da avenida que vai para a praia de Bicanga. Foto: Bruno Lyra

Bruno Lyra

Se nos tempos de acelerado crescimento econômico invasões urbanas explodiam na Serra, principalmente nos idos das décadas de 1980, 1990 e 2000, agora nesta época de crise o fenômeno permanece.

Tanto que está acontecendo na extensa  área que fica entre a estação de tratamento de esgoto da Cesan e o conjunto de casas populares localizados em frente ao setor Oceania no bairro Cidade Continental, às margens da avenida que liga Novo Horizonte ao balneário de Bicanga.

E não é só aí. Terrenos também estão sendo demarcados no entorno do conjunto de casas populares, avançando em direção a uma lagoa, matas e brejos que ainda existem no local.

Sob a condição do anonimato, pessoas que participam da ação disseram que tudo começou na última quinta – feira (24). Falaram também que a área ocupada seria da Prefeitura e que a parte do terreno que está mais distante da avenida e que ainda possui remanescentes de mata Atlântica pertence à mineradora Vale.

Segundo essas pessoas, a parte pertencente a Vale não teria sido invadida. Disseram ainda que pelo menos 300 pessoas estariam participando da invasão e a todo momento chegava mais gente.

No final da tarde desta segunda – feira (28) a movimentação de gente e também de carros e motos era intensa na região. Também havia focos de pequenos incêndios na vegetação em diversos pontos da área.

Para ver a invasão basta passar na avenida que sai de Novo Horizonte em direção a Bicanga. O cenário é semelhante ao de outras invasões já acontecidas na cidade. Tocos de árvores cortadas do próprio local servindo de suporte para a fixação de fita zebrada para separar o quinhão de terra conseguido por cada participante.

Crianças, idosos,  jovens, gente de todas as idades. Facões, enxadas, cavadeiras, lonas, fogueiras e até uns primeiros barracos precariamente erguidos pela turma mais adiantada. Carros, motos. Um ritual coletivo que, se não fosse a miséria e tensão que subjazem a essa forma nascer um assentamento humano, lembraria até uma festa.

Parque ambiental

A área é vizinha ao Parque Natural Municipal de Bicanga, reduto de espécies ameaçadas da fauna e da flora, com seus 88 hectares que ajudam a proteger (e também filtrar) as águas dos córregos Laranjeiras e São Diogo. Ambos se encontram e formam o rio Guaxindiba, que deságua entre as praias de Bicanga e Manguinhos.

A reportagem já acionou a Prefeitura da Serra e assim que tiver um posicionamento sobre o caso publicará neste espaço.

Anos atrás, outros terrenos próximos já haviam sido alvo de invasões na região, que desde a implantação do Complexo Industrial de Tubarão sofre forte pressão imobiliária, sobretudo por camadas mais humildes da população.

Muitas dessas invasões prosperaram e viraram bairros com profundos desafios sociais e ambientais.  Outras foram repelidas após mandados de reintegração de posse expedidos em favor dos proprietários e executados pela Polícia Militar. Nem sempre de forma pacífica.

 

 

Comentários

Mais notícias

Destruição da Mata Atlântica reduz no ES, mas cresce em outros estados

Em tempos onde Brasília age abertamente para reduzir a proteção ambiental no país, uma boa notícia para os capixabas. Houve redução de 31% na...

Polícia Rodoviária apreende 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na Serra

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga de caminhão com 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na madrugada desta quarta-feira (27), no...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!