23.7 C
Serra
sábado, 16 outubro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados
Quem se negar vai pagar multa:

Motoristas capixabas poderão obrigar postos a fazerem teste rápido de qualidade da gasolina

Leia também

Câmara da Serra lança campanha para arrecadar e distribuir absorventes íntimos

A discussão sobre pobreza menstrual mobilizou a Mesa Diretora da Câmara da Serra. O presidente da Casa, vereador Rodrigo...

Serrana consegue anular dívida de R$ 14 mil após procurar ajuda no Procon-Ales

Com base na Lei 11.353, de autoria do deputado Vandinho Leite, que diz que moradores atuais das residências não...

Vidigal anuncia programa para castração e recolhimento de cães e gatos no município

O prefeito da Serra, Sérgio Vidigal, anunciou na tarde desta sexta-feira (15) que está criando, por meio da secretaria...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Vandinho é o autor do projeto (Foto: Lissa de Paula)

Muito em breve os postos de gasolina do Estado podem ser obrigados a testarem a qualidade do combustível fornecido aos motoristas capixabas, sempre que os consumidores solicitarem. É o que pede o Projeto de Lei n° 326/2021, do deputado Vandinho Leite (PSDB). A matéria está tramitando em regime de urgência na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales).

Além de cobrar a testagem do combustível repassado aos motoristas, a proposta do deputado também obriga que os postos afixem cartazes nas bombas de abastecimento, avisando sobre o direito de o consumidor solicitar o teste antes ou depois de ter seu veículo abastecido.

“Essa é uma iniciativa que está de acordo com o Código de Defesa do Consumidor e com a Constituição Federal. A adulteração de combustíveis é uma realidade em nossos dias, fazendo com que os motoristas paguem, muitas vezes um valor alto, por um produto cuja qualidade é questionável”, disse o deputado.

Vandinho também cita os danos ao meio ambiente como fundamentação de sua proposta. ”O uso de combustível adulterado não só aumenta a emissão de poluentes que prejudicam a saúde, como também causa danos ao motor dos veículos”, concluiu.

Vale lembrar que a Serra possui a maior frota de veículos entre as cidades capixabas. São 220 veículos licenciados no município.

Multa

Do ponto de vista das punições, o projeto impõe multa de mais de R$ 7 mil para estabelecimentos que descumprirem as medidas propostas na matéria. Em caso de reincidência do posto, o valor da multa duplica, indo para mais R$ 14 mil. Em caso de aprovação do projeto, os postos de combustível terão 90 dias para se adequarem após a publicação da norma em diário oficial.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!