24.6 C
Serra
sábado, 26 de setembro de 2020

Empresa onde filho de PM baleado trabalhava lamenta e diz que jovem morreu

Leia também

Serra tem 500 mortes por Covid-19 e 15.635 casos confirmados da doença

Quinhentas pessoas morreram  na Serra em decorrência de complicações da Covid-19. A cidade que se encontra em risco baixo...

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil. Foto: Agência Brasil

O jovem de 23 anos que foi baleado no pescoço quando estava saindo de seu trabalho no Bairro Das Laranjeiras, na Serra, não resistiu e morreu. A informação foi divulgada pela lanchonete onde o filho de um sargento da Polícia Militar trabalhava. Até então, a última notícia divulgada pela Polícia Civil era de que o jovem estava internado no Hospital Jayme dos Santos Neves, em Morada de Laranjeiras.

Na publicação feita pelo estabelecimento, a empresa lamenta a morte do jovem e afirma ainda que “perderam um grande amigo”, além de dizer que a vítima tinha “um futuro brilhante pela frente”. Nos comentários da postagem, clientes e alguns funcionários do local deixaram suas mensagens de tristeza pelo ocorrido. Pelos stories, a lanchonete ainda disse que sua equipe é amiga da família e que estavam providenciando o sepultamento do jovem.

O crime ocorreu por volta das 23h da última segunda-feira (3). A Polícia Militar disse que o jovem foi surpreendido por um indivíduo, quando deixava o serviço em uma lanchonete no bairro. Afirmou ainda que a vítima foi alvejada por um disparo de arma de fogo e socorrida por familiares, que o encaminharam ao Hospital Jayme dos Santos Neves.

Segundo informações apuradas pela reportagem, o jovem estava sendo ameaçado pelo ex-namorado de uma garota que ele estava se relacionando, mas a motivação exata do crime ainda não foi confirmada pela Polícia Civil, que informou está investigando o caso pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra.

Ao TEMPO NOVO, a Polícia Civil informou que nenhum suspeito foi detido e disse que outras informações não serão repassadas para que a apuração dos fatos seja preservada. Disse ainda que conta com o apoio da população “que tem um papel importante nas investigações” e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181.

No site do Disque-Denúncia, existe a opção de anexar imagens e vídeos de ações criminosas. Para acessar, basta utilizar o seguinte link: disquedenuncia181.es.gov.br. De acordo com a polícia, o anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado (26). Segundo informações de populares, o...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para recolherem garrafas de cerveja descartadas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!