Moradores cobram transparência em obra de DPM em Nova Almeida

0

Moradores e lideranças comunitárias de Nova Almeida estão incomodados com a falta de transparência com relação a uma obra que acontece no Destacamento de Polícia Militar (DPM) localizado no centro do balneário, na Serra.

Eles reclamam que não foi colocada uma placa com informações acerca dos valores gastos, dos responsáveis pela obra e, também, do prazo de duração.

De acordo com Sérgio Bermudes, o ‘Badejo’, presidente da associação de moradores de Nova Almeida Centro, ele soube de mais detalhes da intervenção no DPM apenas quando questionou representantes da Polícia Militar em reunião sobre segurança pública que foi realizada em Praia Grande, bairro vizinho ao balneário serrano e onde funciona provisoriamente o Destacamento enquanto durar a reforma do prédio.

A denúncia é reforçada por Edimo Rodrigues Lacerda, presidente da comunidade de Parque das Gaivotas, também em Nova Almeida. Ele sente falta de informações claras e precisas sobre a obra no DPM, principalmente acerca dos valores e do que está sendo gasto na intervenção. Edimo também diz que só tomou conhecimento de detalhes da intervenção no local durante a mesma reunião com a PM, em Praia Grande.

O TEMPO NOVO entrou em contato com a assessoria de comunicação da Polícia Militar. Por nota, disse que o prédio do DPM está recebendo uma “manutenção predial”, e não reforma. Sobre a falta de uma placa com informações sobre a obra, alegou que, de acordo com o Código de Obras, não haveria necessidade de ter essa placa”, pois tal exigência é apenas para “casos de reformas ou construções do setor público”.

A reportagem também questionou acerca do prazo para conclusão da obra e, também, dos valores gastos nos trabalhos, mas a assessoria não quis informar a respeito.

Comentários