21.7 C
Serra
domingo, 17 de novembro de 2019

Morador reclama de acúmulo de lixo em principal avenida de Jardim Tropical

Leia também

Óleo já está em Nova Almeida e Jacaraípe e ameaça também água de serranos

Aconteceu. O petróleo que contamina há mais de dois meses a costa do Nordeste chegou às praias da Serra....

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O problema acontece na Avenida Dido Fontes, na descida para Furnas. Foto: Divulgação leitor

Em Jardim Tropical, a reclamação é o acúmulo de lixo na Avenida Dido Fontes, próximo a entrada de Cantinho do Céu, indo para Furnas.

A queixa é de Dório Ribeiro, que conta que o local sofre com os “sujões” que insistem em jogar todo tipo de lixo. “É um problema. As pessoas não aprendem, são os próprios moradores das redondezas que sujam. A prefeitura já até colocou uma placa educativa lá, mas os sujões não param de descartar todo o tipo de material ali. Até animal morto jogam no local”, reclama.

A pedido do morador, o TEMPO NOVO entrou em contato com a Prefeitura da Serra. Por meio de nota, o município disse que a limpeza do local é realizada constantemente e uma nova será programada já para os próximos dias.

Os moradores também podem denunciar o descarte irregular enviando fotos e vídeos de flagrantes para o WhatsApp 99976-2595.

A Prefeitura ressaltou ainda que os pequenos geradores de entulho podem descartar o material em uma Áreas de Transbordo e Triagem (ATT): o Projeto João de Barro, localizado na Av. Domingos José Martins, no bairro Novo Porto Canoa; e a ATT Barcelona, Av. Região Sudeste, a 500 metros da BR-101, próximo ao Posto BKR, de segunda a sábado, das 8 às 17h. Cada morador pode levar, no máximo, 15 sacos de ráfia ou 15 carrinhos de mão de entulho, por dia.

Para descartar mais de 15 sacos de ráfia, o morador precisa contratar uma caçamba e tem de dar a destinação final correta para o entulho, conforme prevê a lei 4.764, de 28 de dezembro de 2017, que estabelece multa de até R$ 2.224 para quem não cumpre as regras. Já o descarte irregular pode gerar multa de até R$ 30 mil.

Comentários

Mais notícias

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de café, seu consumo diário de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro na água  e a alta...

Chuva alaga Vale e eleva risco de vazamento de rejeitos em Tubarão

Localizada na divisa entre Serra e Vitória, a planta industrial de Tubarão da Vale também não escapou dos alagamentos que atingem o ES por...

Fortes chuvas deixam 72 pessoas desalojadas no ES

Apesar de não ter causado grandes estragos na Serra, as fortes chuvas que estão caindo no Espírito Santo desde a madrugada da última quarta-feira...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!