24.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Marimbondos invadem e atacam moradores em bairro da Serra e comunidade pede socorro

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O problema acontece na rua Pajuçara, em Morada de Laranjeiras. Foto: Divulgação

Escorpiões, cobras e agora marimbondos. Em Morada de Laranjeiras, a bicharada está solta. E desta vez o problema são os insetos.

Moradores do bairro, da rua Pajuçara, estão pedindo socorro. Na via, pelo menos três casas de marimbondos estão instaladas numa única árvore.

De acordo com Marco Pena, que mora na rua, crianças já foram picadas e os moradores já tentaram contato tanto com a Prefeitura da Serra quanto com o Corpo de Bombeiros e não obtiveram sucesso.

“Ligamos para vários órgãos, zoonoses, Defesa Civil, Bombeiros e fica um jogo de empurra e acaba ninguém resolvendo a situação. Enquanto isso, os marimbondos estão invadindo nossas casas e tememos porque temos muitas crianças nas ruas. Teve uma festa de aniversário aqui que uma criança foi picada”.

O biólogo Cláudio Santiago reforça que marimbondo é um inseto perigoso, principalmente para quem tem alergia a vespa. “Vespa, marimbondo, pica e dói. Para quem tem alergia sofre mais do que quem não tem. Quem tem alergia grave pode ter edema de glote e o trem ficar bem feio e muito rápido. Quem tem alergia leve, toma um antialérgico qualquer para reduzir os efeitos. Marimbondo é perigoso, aconselho a não mexer, ainda mais um vespeiro grande e velho como este, bem estabilizado e que já tem uma população bastante interessante de vespa que mora ali. É complicado e bem complexo, tem que ser gente qualificada e especializada para tirar as casas”.

Cláudio aconselhou os moradores a não jogar pedra e não tentar tirar. “Tentar arrancar de qualquer jeito com uma vara, por exemplo, onde a rainha for, os outros irão atrás e vão fazer outro vespeiro. E pela análise das fotos, não da pra dizer a espécie, mas pela foto, os tipos de colmeias são diferentes, então podem ser várias espécies”.

Este ano, no dia 12 de janeiro, um idoso enfartou após ter sido picado por um marimbondo, em Marataízes, no interior do Estado. O homem tinha 60 anos e era alérgico a picada do inseto.

O Tempo Novo procurou a Prefeitura da Serra que disse que este tipo de serviço é realizado pelo Corpo de Bombeiros.

Já o Corpo de Bombeiro informou à reportagem que uma equipe foi até o local nesta sexta (21) e realizou o extermínio de todos as colmeias que foram encontradas. Caso a população necessite, pode acionar novamente o 193, com identificação de endereço correto do local, para que os militares possam atuar.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!