• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 64.837 casos
  • 1.366 mortes
  • 62.968 curados
12.5 C
Serra
sexta-feira, 25 junho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 64.837 casos
  • 1.366 mortes
  • 62.968 curados

Mais dois moradores da Serra morrem por coronavírus e cidade registra 361 óbitos

Leia também

Câmara aprova prorrogação dos contratos dos professores em designação temporária

Após um intenso debate e com placar apertado de 10 votos favoráveis e 9 contrários, a Câmara da Serra...

Fortlev abre novas vagas de emprego para moradores da Serra

Líder nacional em soluções para armazenamento de água, a Fortlev abriu novas vagas de emprego para moradores da Serra....

Site de vacina da Serra recebeu 4 milhões de acessos simultâneos; número é maior que população do ES

Quatro milhões e 487 mil. Esse é o número de acessos simultâneos que o site da Prefeitura da Serra...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

Na foto, UTI do Hospital Jayme dos Santos Neves, que é referência no atendimento ao coronavírus. Foto: Divulgação / Sesa

Desde o final de semana,  a Serra vem registrando baixos números de mortes causadas pela Covid-19. Nas últimas 72 horas, o município registrou três óbitos, sendo que duas foram confirmadas nessa segunda-feira (13). De acordo com os últimos dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, no total, a Serra possui 361 moradores mortos pelo vírus, 9.258 casos confirmados e 7.524 pessoas curadas.

Com esses dados, pode ser afirmado que os o número de óbitos está estável há alguns dias na cidade. Apesar disso, a preocupação continua, já que vidas continuam sendo ceifadas pela Covid-19. Vale destacar que a cidade já chegou a registrar 12 óbitos em um único dia durante a fase mais tensa da pandemia.

Os bairros da cidade com o maior número de óbitos são: Bairro das Laranjeiras (21), Feu Rosa (19), Vila Nova de Colares (18), Nova Carapina I (17) e Morada de Laranjeiras (15). Das mortes na cidade, a grande parte é de idosos ou pessoas com comorbidades, mas também houve registro de moradores mais jovens, com 43 e 45 anos. Nesse caso, sem informações sobre comorbidades. A taxa de letalidade na cidade é 3,90%.

Em entrevista coletiva na tarde dessa segunda-feira, o Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes, disse ainda que a Grande Vitória vive um início da fase de recuperação, mas alertou para a interiorização do vírus, atingindo cidades ao sul e norte do ES. Além disso, ele citou os hospitais Jayme Santos Neves e Dório Silva, na Serra, como unidades hospitalares que desenvolveram aprendizado no tratamento dos pacientes e reduziram a taxa de letalidade da doença.

“Ainda numa prevalência alta, num risco alto, que deverá se manter assim por algumas semanas por conta ainda dos casos na Grande Vitória. No entanto, já com alguma tendência de fato a vivermos uma fase de recuperação da pandemia. Ainda temos uma carga de pacientes críticos e óbitos alta o que no indicador geral do estado, sempre será compensado pelo crescimento da pandemia no interior”, esclarece.

Colina lidera casos confirmados na cidade

Colina de Laranjeiras continua sendo o bairro com maior número de casos confirmados de coronavírus na Serra e já tem 385 confirmações. Em segundo lugar vem Feu Rosa, com 380. Ainda conforme apurado pelo TEMPO NOVO, no Painel Covid-19 – espaço onde o Estado contabiliza os dados do novo coronavírus – o Espírito Santo tem, no total, 63.881 confirmações, 2.040 mortes e 44.582 curados.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!