27.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Jovem de 17 anos desaparece na Serra, família suspeita de homicídio e cobra ajuda da polícia

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Família suspeita que Deivson tenha sido assassinado. Foto: Divulgação

Uma família da Serra tem vivido momentos de muita angústia ao tentar encontrar um jovem de 17 anos que desapareceu há seis dias. Deivson Silva Santos, morador de Ourimar, foi visto pela última vez em Cidade Continental, no dia 14 de janeiro, quando desapareceu misteriosamente. Seus familiares acreditam que ele tenha sido assassinado e seu corpo jogado em um matagal da cidade, mas até agora não obtiveram nenhuma resposta.

Tia do rapaz desaparecido, Viviane Azevedo Silva, conta que ele morava sozinho no bairro Ourimar, mas quando desapareceu estava no conjunto habitacional de Oceania, nas proximidades de Bicanga. “Ele sumiu na região de casinhas em Bicanga. Suspeitamos até que ele tenha sido assassinado, mas queremos encontrar ele, não importa se esteja vivo ou morto. Precisamos saber o que aconteceu”, disse.

Viviane cobrou ainda ajuda da polícia na busca pelo jovem. “Um tenente chegou a nos ajudar bastante, com muita atenção na busca; só que depois disso não tivemos mais nenhuma ajuda; ficamos sabendo que o corpo dele estaria jogado numa pedreira nas proximidades de onde ele sumiu, mas como vamos entrar na mata sem ajuda policial? Não sabemos o que encontrar lá. Enquanto isso a mãe dele e todos nós ficamos sofrendo”, relatou.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil (PC) para buscar informações sobre as investigações do desaparecimento do jovem. Por meio de nota, a PC disse que as investigações e as diligências da Delegacia Especializada de Pessoas Desaparecidas (DEPD) estão em andamento, porém até o momento o jovem não foi localizado.

“Informações que possam auxiliar no trabalho de investigação de pessoas desaparecidas podem ser passadas de forma sigilosa por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br, onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas. Também é possível passar informações diretamente à equipe de investigação da delegacia, pelo telefone (27) 3137-9065, ou indo pessoalmente à unidade”, diz o texto da nota.

Quem tiver informações também pode entrar em contato com a família através do telefone: 27 99756-7111.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!