Invasão avança e destrói Área de Proteção Ambiental na Serra

0
Invasão avança e destrói Área de Proteção Ambiental na Serra
Imagens mostram o crescimento da invasão. A primeira fotografia é de 2016 e a segunda é deste ano. Foto: Divulgação

Um problema antigo que continua sem solução. Trata-se da invasão em uma mata que fica às margens da rodovia Norte Sul, próximo a entrada de Colina de Laranjeiras, que está avançando mais a cada dia. A situação já foi alvo de diversas denúncias, inclusive uma foi enviada para o Ministério Público. Enquanto nada é feito, uma parte significativa da Área de Proteção Ambiental (APA) da Lagoa Jacuném segue sendo devastada pelos invasores.

Antes de começar a crescer, a invasão contava com apenas uma chácara, mas os anos se passaram, e atualmente, já são diversas residências no espaço. A invasão fica localizada na margem direita da rodovia Norte Sul, sentido Laranjeiras a Barcelona, entre o prédio da Justiça Federal e o Posto Colina.

Invasão avança e destrói Área de Proteção Ambiental na Serra
Imagem de satélite mostra como a invasão está avançando para dentro da APA. Foto: Divulgação/Google

Quem passa pelo local, acaba não percebendo, mas imagens de satélite mostram o crescimento da invasão. Apesar disso, a moradora de Colina de Laranjeiras, Raquel Lamas, acompanha a situação desde o início.“Eu e os moradores aqui de Colina estamos indignados. Há tempos observamos isso e nada foi feito. Acho um absurdo e também uma falta de respeito com a nossa área verde”, afirma.

Raquel ainda disse que no último final de semana, o espaço virou ponto até para festa. “Passei por lá no fim de semana e tinha vários carros. Estavam até fazendo um churrasco no local. Enquanto nada é feito, a invasão só cresce e desmata ainda mais a área”, reclama.

Já outro morador, que preferiu não se identificar, disse que o local tem até energia elétrica. “Eles têm energia e o esgoto é jogado em cursos d’água que caem diretamente na Lagoa Jacunem. Estão destruindo a área verde e plantando banana e outras árvores frutíferas. O mais interessante é que todos moradores lá possuem carros”, destaca o popular.

Prefeitura aciona Justiça para realizar a reintegração de posse

O TEMPO NOVO entrou em contato com a Prefeitura da Serra que informou por meio de nota que a Secretaria de Meio Ambiente realiza ações de fiscalização no local, em parceria com a Polícia Ambiental. Disse ainda já está tomando as medidas judiciais cabíveis para realizar a reintegração de posse.

Vale destacar que em 2018, a Prefeitura multou a EDP Espírito Santo por fazer ligação de energia elétrica nas residências dos moradores. A reportagem questionou o Município se a empresa responsável pela energia elétrica foi multada novamente, mas não obteve retorno.

EDP e Ministério Público não se pronunciam

A reportagem também acionou a EDP Espírito Santo e o Ministério Público, mas até o momento não obteve resposta. Assim que a demanda for respondida, será publicada neste espaço.

Comentários