Insurreição do Queimado faz 170 anos com missa, caminhada e homenagens aos negros | Portal Tempo Novo

Serra, 22 de agosto de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Cultura

Serra, 15 de março de 2019 às 10:19

Insurreição do Queimado faz 170 anos com missa, caminhada e homenagens aos negros

Por Ana Paula Bonelli
[email protected]

No restauro, as paredes que estavam sustentadas por cabo de aço serão melhor fixadas. Também será refeita a fachada da igreja. Foto: Gabriel Almeida /Arquivo TN

A Insurreição do Queimado vai completar 170 anos de história. E neste final de semana acontece uma série de atividades para festejar a data, que é comemorada no dia 19 de março. A vila de São José do Queimado, na zona rural da Serra e às margens do rio Santa Maria da Vitória, é conhecida por ter sido palco de uma das maiores revoltas de escravos do Brasil, em 1849.

Com o declínio da navegação no rio, a vila foi desaparecendo e a mata Atlântica, retomando os espaços. Hoje, só restam as ruínas da igreja e o cemitério. Uma das novidades das celebrações este ano é que as ruínas da igreja estão sendo restauradas.

Neste sábado (16), acontece a Caminhada Noturna dos Zumbis Contemporâneos, que sairá da igreja Matriz, na Serra-Sede, à meia-noite, e seguirá até o palco da insurreição no distrito do Queimado. A concentração será às 21h.

O trajeto é feito pelo Circuito de Agroturismo de Guaranhuns, passando pelo sítio Recanto Mestre Álvaro, e tudo regado a lindas paisagens. A chegada ao sítio histórico do Queimado está prevista para as 6 h da manhã.

No domingo (17), os caminheiros participam da celebração dos 170 anos da Insurreição do Queimado, às 9 h, na entrada da mata que dá acesso ao sítio histórico.

Tradicionalmente, acontecem também homenagens na Assembleia Legislativa e na Câmara da Serra. No dia 19 (terça-feira), haverá sessão solene na Assembleia Legislativa, às 19h. Já no dia 21 (quinta-feira), às 18h, o tributo será na Câmara Municipal.

Perspectiva de como ficarão as ruínas da Igreja de São José do Queimado quando for restaurada. Foto: Divulgação PMS

Restauração das ruínas da igreja começou em fevereiro

Os trabalhos de restauração da igreja de São José do Queimado começaram no dia 4 de fevereiro deste ano e a previsão de entrega da obra é de seis a oito meses. A notícia foi dada pelo prefeito da Serra, Audifax Barcelos, em vídeo divulgado em suas redes sociais.

O investimento, no valor de R$ 1,3 milhão, está sendo feito com recursos privados do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades).

A ideia é fazer do local um museu a céu aberto, onde fiquem expostas peças resgatadas na pesquisa arqueológica realizada no local no ano passado.

Será feita a restauração para fixar melhor as paredes, que hoje estão seguras por cabos de aço e trilhos de ferro, já bastante enferrujados. Também será refeita a fachada e a torre da igreja com estrutura de ferro, que terá mezaninos. Já no centro da igreja será colocada uma caixa de pedra, no qual serão expostos os artefatos encontrados durante a pesquisa arqueológica.  O projeto é deixar o local como um museu a céu aberto.

Durante a pesquisa arqueológica foram encontrados pedaços de prato, jarras e azulejos. Também faz parte do projeto a contratação de guardas para evitar que o espaço seja alvo de novas depredações – várias aconteceram ao longo dos anos – e furtos.

Existe, ainda, o projeto de incluir a história do Queimado num circuito turístico para fomentar o turismo histórico, além de incluir ações educativas envolvendo o ensino fundamental, tanto municipal quanto particular.




O que você acha ?

Como você avalia o trabalho da Guarda Municipal da Serra?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por