25.7 C
Serra
terça-feira, 30 novembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Golfinho é encontrado morto em praia da Serra

Leia também

Direitos Humanos | Serra vai ter mutirão para retificação de gênero e de nomes de pessoas trans

No dia 10 de dezembro se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos.  E na Serra vai ter uma...

Prefeitura vai reforçar iluminação em bairros da Serra com extensões de rede

A Prefeitura da Serra, através da Secretaria de Serviços (Sese), anunciou que sete bairros da Serra vão ganhar reforço...

ES terá audiências públicas para mostrar diagnóstico de ações para reduzir riscos de inundações

Ao longo dos meses de dezembro deste ano e janeiro de 2022, o Governo do Estado, discutirá a macrodrenagem...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O golfinho apareceu nas areias da praia de Capuba na sexta (19). Foto: Divulgação

Um golfinho foi encontrado morto nas areias da praia de Capuba, na Serra, na última sexta-feira (19). O corpo do animal já foi recolhido.

De acordo com Claudiney Rocha, do Instituto Brasileiro de Fauna e Flora (Ibraff), o mamífero encalhou já morto no trecho da praia em frente a Cocada da Manu. Mesmo local onde o elefante marinho Fred deu as caras há alguns anos.

“Já chegou morto. Ele tinha aproximadamente dois metros, da espécie Sotalia guianensis, conhecida como boto cinza. Ele foi recolhido pelo CTA e foi encaminhado para o Instituto Orca para fazer necrópsia. Até então não sei do resultado ainda”, disse Claudiney.

Claudiney disse ainda que é comum o aparecimento desta espécie no período do verão no litoral da Serra.

Claudiney esclareceu que o golfinho pode ter sido vítima de rede de pesca, plástico, ou até mesmo atropelamento por algum tipo de embarcação.

“Só a análise da necrópsia pode dizer a verdadeira causa. Mas estas estão algumas das opções. Chamamos atenção quando acontece um fato como esse da importância de não se colocar redes em cima de Recifes e também a questão do lixo. Quanto mais resíduo gerar pior para a fauna e a flora marinha. Ele pode ter sido vítima tanto de rede colocada em local impróprio ou ter ingerido algum tipo de resíduo”.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!