22.7 C
Serra
terça-feira, 11 de agosto de 2020

Empresas da Serra que apostam nos mais velhos

Leia também

Retorno das aulas presenciais preocupa autoridades do Estado

Autoridades políticas criticam o anúncio do governo do Estado de que deve retornar as aulas, após o período de...

Opinião: professora diz que retorno às aulas é irresponsabilidade e vai expor profissionais e alunos ao coronavírus

* Fabíola dos Santos Cerqueira | Professora de Sociologia da rede estadual * Hilton Dominczak | Sociólogo Nos últimos cinco meses, desenvolvemos Pesquisas...

Vereadores da Serra adiam votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)

Após entrar em pauta para votação nesta segunda-feira (10), o projeto de lei contendo a Lei de Diretrizes Orçamentárias...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

 

O proprietário da Ctest, Haroldo Massa, que tem 66 anos, diz que os idosos são exemplo para os funcionários mais jovens. Foto: Joatan Alves
O proprietário da Cetest, Haroldo Massa, que tem 66 anos, diz que os idosos são exemplo para os funcionários mais jovens. Foto: Joatan Alves

Ayanne Karoline

Foi se o tempo em que os cabelos brancos, a pele enrugada e o andar mais cansado era sinônimo de fim da vida profissional. Hoje, a experiência tem sido um importante critério para a contratação de mão de obra para boa parte das empresas e na Serra não é diferente.

Segundo o vice-presidente da Findes/Serra, José Carlos Zanotelli, boa parte das indústrias instaladas no município contratam profissionais com idade avançada. “Na maioria dos casos são pessoas que aposentam pela empresa e voltam como prestadoras de serviço. Geralmente vão para a área administrativa, que não demanda muito esforço físico. Em grandes plantas, como Arcelor e Vale, o funcionário volta como consultor”, lembra Zanotelli.

Antes das 7h o técnico de refrigeração Sadi Mourão já está de pé, pronto para trabalhar. Seu horário vai das 8h às 18h. Uma rotina normal, não fosse o fato de ele ter 73 anos. Primeiro funcionário da Cetest, empresa serrana de manutenção, ele decidiu continuar mesmo após aposentadoria. “Agradeço por estar trabalhando. Estou evoluindo minha mente e corpo”, destaca.

Na Cetest já é prática contratar pessoas mais velhas e até mesmo aposentadas, que desejam voltar ao mercado.  Atualmente, são quatro funcionários que possuem mais de 50 anos. Segundo o proprietário Haroldo Massa, o respeito social e a possibilidade de compartilhar experiência estão entre as vantagens do profissional com esse perfil.

“Se a pessoa tem o desejo de trabalhar, está em boas condições de saúde e capacitada, não há empecilho. Pelo contrário, esses senhores são transmissores de postura, comportamento e conhecimento aos mais jovens”, destaca Haroldo.

Mas nem sempre é tão fácil conseguir trabalho nesta idade.  O secretário de Trabalho, Emprego e Renda da Serra, Marco Antônio Lima Freira, explica que com a oferta alta de mão de obra as empresas ficam mais seletivas. “E a maioria dos profissionais mais velhos que estão cadastrados no Sine da Serra possui muita experiência, mas baixa formação”, revela.

Comentários

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Opinião: professora diz que retorno às aulas é irresponsabilidade e vai expor profissionais e alunos ao coronavírus

* Fabíola dos Santos Cerqueira | Professora de Sociologia da rede estadual * Hilton Dominczak | Sociólogo Nos últimos cinco meses, desenvolvemos Pesquisas com alunos do Ensino Médio...

Vereadores da Serra adiam votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)

Após entrar em pauta para votação nesta segunda-feira (10), o projeto de lei contendo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2021 foi retirado da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!