21.8 C
Serra
segunda-feira, 06 de julho de 2020

Eliziário Rangel recebe exibição gratuita de filme sobre lendária banda capixaba ‘Os Mamutes’

Leia também

Projeto garante teste gratuito de coronavírus a doadores de sangue

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei versa sobre a inclusão de testes para detecção da Covid-19 em...

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Os Mamíferos são reconhecidos pela vanguarda nas composições, arranjos e também por figurinos e maquiagens que usavam no palco. Foto: Arquivo Os Mamíferos

Neste sábado (11) tem cinema de graça na Serra. E o melhor, com filme intimamente ligado à história da música do ES e do Brasil. Trata-se do longa ‘Diante dos Meus Olhos’, que retrata o lendário trio ‘Os Mamíferos’, grupo musical do Espírito Santo que existiu entre na segunda metade da década de 1960.

A sessão será às 18h no centro cultural Elisiário Rangel em Jardim Limoeiro. E será comentada pelo diretor André Félix e por Francisco Grijó, autor do livro ‘Os Mamíferos – Crônica Biográfica de Uma Banda Insular’, obra que ajudou a inspirar a criação do filme.

Diante dos Meus Olhos foi exibido até em festivais internacionais, dentre eles o Festival Cinematográfico Internacional do Uruguai e no Olhar de Cinema de Curitiba, ambos em 2018.

Os Mamíferos existiram na 2ª metade da década de 1960. A banda era formada por Afonso Abreu (baixo e voz), Mário Ruy (guitarra) e Marco Antônio Grijó (bateria). Praticamente desconhecidos do grande público, o conjunto é considerado jóia da música não só do cenário musical capixaba, mas brasileiro.

Isso por conta, em parte, dos arranjos e composições de vanguarda, mas também pelo fato dos músicos se apresentarem com máscaras e adereços. Isso tudo anos antes de outra banda incrível, o Secos e Molhados, que inspiraria o conjunto norte americano Kiss.

A obra de Os Mamutes antecedeu, em plena ditadura militar e numa ilha quase esquecida – Vitória do Espírito Santo – a tropicália, o glam e o fusion. Era uma proposta de liberdade beatinik fundida com ideias de Marshall MacLuhan, filósofo canadense (1911 – 1980) conhecido por vislumbrar a internet três décadas antes dela surgir e por cunhar o termo aldeia global.

Nos últimos anos holofotes foram lançados sobre a obra de Os Mamutes. Primeiro pelas mãos do sobrinho de Afonso, Murilo e Abreu, que gestou ideia de regravar as composições da banda. Para isto Murilo criou o projeto Aurora Gordon e lançou os discos ‘Lamelombras Birinights’ (2011) e ‘Aurora Gordon na Ponte da Passagem’ (2015), que contaram com participações de ícones atuais da música capixaba.

Holofotes que ficaram ainda mais intensos com o livro de Francisco Grijó – primo do baterista Marco Antônio Grijó. E agora com o filme de André Felix.

O Centro Cultural Eliziário Rangel fica na Rua Gonçalves Dias, nº 1201, em Jardim Limoeiro, Serra – ES.

Comentários

Mais notícias

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12 de julho, as 16 horas....

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!