23 C
Serra
domingo, 29 de novembro de 2020

Dona da Ambiental Serra também vai cuidar do esgoto de Cariacica e Viana

Leia também

Veja onde os candidatos a prefeito da Serra irão votar neste domingo

Neste domingo (29), eleitores da Serra estão voltando às urnas para escolher os próximo prefeito e vice-prefeito. E junto...

Idosos voltam às urnas e marcam presença na votação do segundo turno na Serra

A pandemia do novo coronavírus não está impedindo que os idosos voltem às urnas para decidir o futuro da...

Já sabe em quem votar? Confira as considerações finais de Vidigal e Fábio

Cumprindo a determinação da Justiça Eleitoral, os dois candidatos a prefeito da Serra, que disputam o segundo turno, encerraram...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Córrego Drº Róbson às margens da BR 101 em Vista da Serra: PPP ainda não refletiu na melhoria do riacho que desce do Mestre Álvaro e forma a lagoa Juara. Foto: Arquivo TN/Bruno Lyra/16-10-19

A Aegea Saneamento, empresa que controla a Ambiental Serra, agora vai tomar conta do esgoto de mais dois municípios capixabas: Cariacica e parte de Viana. A empresa venceu o leilão para a concessão realizado na última terça-feira (30) e prestará o serviço em Parceria Público Privada (PPP) com a Cesan.

Agora a Aegea passa a controlar o esgoto de quatro cidades da Grande Vitoria, pois já atua no formato de PPP na Serra e em Vila Velha. De acordo com o Governo do ES, a Aegea ofereceu a melhor proposta, R$ 0,99 por mil litros de esgoto tratado. Valor 38% menor do que o previsto no edital.

Segundo o Governo do ES, a empresa terá que investir R$ 580 milhões nos próximos trinta anos em toda Cariacica e bairros de Viana cujo esgoto vai parar no rio Formate, que divide os dois municípios e lança águas fortemente poluídas tanto na baía de Vitória quanto no rio Jucu, poucos metros acima da captação para abastecer cerca de 1 milhão de moradores da Grande Vitória.

Pelo contrato, a Aegea deve dar cobertura de coleta e tratamento de esgoto para 95% dos 432 mil moradores dos bairros atendidos até 2030.

Parceria acumula polêmicas no município serrano

Pioneira do estado, a PPP do esgoto da Serra entrou em vigor em 06 de janeiro de 2015. Anunciada como solução contra escassez de recursos destinados à coleta e tratamento de esgoto, a PPP acumula polêmicas na Serra, onde o contrato prevê R$ 625 milhões em investimentos em 30 anos e universalização do serviço até 2023.

Uma delas é sobre reclamação de moradores de que pagam taxa – cobrada conjuntamente na conta de água – mas não recebem tratamento de esgoto. Há também questionamentos sobre a qualidade do esgoto tratado. Vale lembrar que em cinco anos nenhuma Estação de Tratamento de Esgoto nova foi construída na cidade. E nem as antigas, datadas em sua maioria das décadas de 1970 e 1980, foram modernizadas.

Também não se notou recuperação de córregos, rios, lagoas e praias da Serra nesse período. Pelo contrário, a percepção de boa parte da população é de que a poluição vem paulatinamente se agravando. Tanto que até julho de 2019 a Ambiental Serra já acumulava 51 multas por poluição por esgoto que totalizavam débito de R$ 4,5 milhões junto ao município. O levantamento foi feito com exclusividade por Tempo Novo. A PPP do esgoto também já motivou a abertura de uma CPI na Câmara de Vereadores em 2016.

Vila Velha

Em Vila Velha, a Aegea firmou a PPP com a Cesan no final de 2016. Por lá a previsão de investir R$ 684 milhões em 30 anos. Passados três anos, rios e canais da cidade canela verde continuam imensos valões a céu aberto. A expectativa é a de que, ao longo dos próximos anos, a situação melhore com a ampliação do tratamento de esgoto.

Criada em 2010 e sediada no Mato Grosso do Sul, a Aegea atua no esgoto de 57 cidades do país em formato de PPP, abrangendo hoje uma população de 8,9 milhões de pessoas. As informações são do site da empresa.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!