20.8 C
Serra
sexta-feira, 10 de abril de 2020

Destino, responsabilidades e negócios do lixo serão debatidos por empresários

Leia também

Império de Fátima vai doar cestas básicas para circos e máscaras para unidades de saúde da Serra

A escola de samba Império de Fátima se mobilizou para ajudar famílias carentes e artistas circenses da Serra. A agremiação...

Três secretários de Audifax devem disputar as eleições municipais em outubro

  A Prefeitura da Serra confirmou a desincompatibilização dos secretários Igor Elson B. de Almeida e Elcimara Rangel dos cargos de...

Número de casos confirmados da Covid-19 sobe para 300 no Espírito Santo

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Espírito Santo aumentou. De acordo com a última atualização divulgada...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Lixão clandestino a céu aberto próximo a lagoa Jacuném em Portal de Jacaraípe: Serra tem mais de 700 pontos viciados como este. Foto: Bruno Lyra/Arquivo TN

Clarice Poltronieri

Na próxima terça-feira (20) acontece o Seminário Plano Estadual de Resíduos Sólidos, no auditório da Federação Indústrias do Espírito Santo (Findes) das 13h30 às 18h. A participação no evento é aberta, mas a presença deve ser confirmada pelo endereço eventos.sistemafindes.org.br

De acordo com o 1° vice-presidente da Findes, José Carlos Zanotelli, a ideia é discutir o plano estadual de resíduos sólidos e logística reversa, onde o produtor deve se responsabilizar pelo resíduo produzido com a venda de seu produto.

“Já existe uma legislação federal que determina que os atores econômicos devem dar destinação final às embalagem e isso está sendo discutido no estado. Cada estado vai regulamentar, fazer de acordo com sua necessidade. A Secretaria estadual de Meio Ambiente (Seama) e a Findes contrataram uma empresa para elaborar uma minuta de projeto ouvindo todos os atores do processo: a indústria que produz, o comércio que vende, a prefeitura que recolhe e as empresas da cadeia de reciclagem. Será discutido até onde vai a responsabilidade de cada ator e se tiver que remunerar, como isso será feito”, explica.

O seminário será a oportunidade de discussão dessa nova regulamentação e a Findes acredita que isso gerará nova oportunidade de negócios. “A aplicação da lei pode ser uma oportunidade, pois uma empresa de reciclagem poderá se cadastrar e ganhar com isso. Os locais de destinação dos resíduos deverão ser mais bem preparados para separar o lixo. Por isso reuniremos todos os agentes do processo no seminário para iniciarmos as discussões sobre o Plano”, explica Zanotelli.

Comentários

Mais notícias

Três secretários de Audifax devem disputar as eleições municipais em outubro

  A Prefeitura da Serra confirmou a desincompatibilização dos secretários Igor Elson B. de Almeida e Elcimara Rangel dos cargos de secretário de Serviços e de...

Número de casos confirmados da Covid-19 sobe para 300 no Espírito Santo

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Espírito Santo aumentou. De acordo com a última atualização divulgada pela Secretaria de Estado da...

Serra tem 11 novos casos de coronavírus e registra 64 pacientes contaminados

Em 24 horas, a Serra teve um aumento significativo no número de casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com a última atualização divulgada pela...

Novos partidos alteram o tabuleiro no plenário da Câmara da Serra

Os sem-partido Os vereadores passaram um perrengue nos últimos dias do prazo para filiação partidária para quem tem mandato, 3 de abril. Após o corre-corre,...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem