Crescem os relatos de moradores da região de Serra Sede sobre a qualidade duvidosa da água fornecida pela Cesan. Na segunda-feira (30), moradores denunciaram ao TEMPO NOVO que estaria chegando às casas uma água salobra e com forte cheiro de amônia, causando doenças e mal estar. O que tem feito à população comprar água mineral para não consumir o líquido fornecido pela Cesan.

O caso ganhou repercussão e chegou a Assembleia Legislativa, isso porque o deputado Vandinho Leite (PSDB), durante pronunciamento na tribuna da Casa, criticou o serviço prestado pela Cesan e afirmou que vai encaminhar o caso ao Ministério Público.

“Vou fazer uma representação no Ministério Público com esses relatos e com provas do que têm acontecido com a qualidade de água em Serra Sede, para ver se o órgão consegue nos ajudar a fazer um enfrentamento contra essa empresa que hoje é uma vergonha capixaba”, disse o deputado.

Além de criticar o fornecimento de água, o parlamentar lembrou que também existem muitas críticas ao serviço de tratamento de esgoto, que é feito na modelagem de Parceria Público Privada, da qual a Cesan é a responsável pela fiscalização.

“A Cesan é um exemplo de serviço público mal prestado. A conta de água é caríssima e chega todo mês, agora uma região importante da Serra tem que conviver com esse problema de água salgada e com cheiro de amônia. A população mais carente não tem condição de ficar comprando água, pois já paga água da Cesan. Além do fornecimento ser de péssima qualidade, tem problema também na área do tratamento de esgoto, que cobra taxa caríssima e os mananciais estão todos podres”, finalizou Vandinho.

Cesan e vigilância sanitária ainda mudos sobre o caso

Desde a manhã da última segunda –feira (30) reportagem espera um posicionamento da Cesan sobre a situação do abastecimento na Serra Sede e entorno.

Já a Secretaria de Saúde da Serra disse, em nota, no final da tarde desta quarta-feira (02) que a Cesan já foi notificada para prestar esclarecimentos. Paralelamente a isso, a equipe do Vigiágua (Programa de monitoramento da água de abastecimento) já está realizando análises.

Comentários