25.3 C
Serra
quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Mesmo com 508 mortes, serranos ignoram Covid-19 e lotam praias e bares no fim de semana

Leia também

Serra poderá ganhar mais uma vaga na Assembleia Legislativa

O resultado da eleição 2020 impactou na composição da Assembleia Legislativa. E com as mudanças a Serra pode alcançar...

Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade

Está em vigor, a partir de hoje (1º), a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que restabelece os prazos...

Matrículas abertas para novos alunos em creches da Serra

A pandemia causada pelo coronavírus fez com que todas as cidades brasileiras suspendessem as aulas presenciais. Mesmo assim, as...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Praias estão ficando lotadas durante os fins de semana. Foto: Divulgação Luciana Braido

O fim de semana foi agitado na Serra, mesmo em meio à pandemia causada pelo coronavírus que já matou 508 moradores da cidade. Cenas de aglomerações foram registradas em vários bairros, já que bares e praias ficaram lotados na sexta-feira (2), no sábado (3) e no domingo (4). Nesses mesmos dias, foram quatro óbitos registrados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) no município. Vale lembrar que a Serra é a cidade com o maior número de mortes pelo vírus em todo o Espírito Santo.

A Serra está classificada como risco baixo. Na prática, isso significa que todo o comércio da cidade pode abrir sem limite de horário e em qualquer dia. Nisso está incluso os bares, lanchonetes, restaurantes e shoppings. Mesmo assim, o risco de se contaminar pela Covid-19 ainda existe. Tanto que o governador Renato Casagrande (PSB) alertou, durante uma coletiva na semana passada, que a taxa de transmissão do coronavírus aumentou na Grande Vitória e existe o risco de fechamento das atividades econômicas novamente.

Apesar disso, os bares abriram e geraram filas imensas em bairros da Serra. O WhatsApp do TEMPO NOVO recebeu diversas denúncias. Além disso, muitas mensagens também foram recebidas por outras redes sociais. A principal preocupação da população é com uma segunda onda da doença, pois muita aglomeração é sinal de contaminação. Mas para os moradores que estavam frequentando os bares, o coronavírus nem parecia existir. Imagens e vídeos mostram todos clientes sem máscara e até dançando juntos no mesmo espaço com aproximadamente mais de 100 pessoas.

A reportagem recebeu relatos de diversas comunidades. Entre elas: Parque Residencial Laranjeiras, Porto Canoa, Colina de Laranjeiras, Morada de Laranjeiras e Jacaraípe. Uma moradora conversou com a reportagem, mas preferiu não se identificar. “Moro em frente um bar de Laranjeiras e ficou lotado neste sábado. Tinha uma fila gigante antes de abrir e passaram duas viaturas, mas nada foi feito. Fui até a calçada e vi que todo mundo estava sem máscara e colados um no outro. É uma falta de respeito com todos. Pior que nenhum número de denúncias atende e ninguém vem ao local para fiscalizar”, reclamou.

Opinião do TN: Prefeitura ignora pandemia e permite aglomerações na Serra

Nas praias da Serra também foram registradas cenas de muitas pessoas sem máscaras e aglomeradas. O balneário de Jacaraípe foi um dos que mais tiveram lotações das faixas de areia. O mesmo problema também ocorreu em Manguinhos, Carapebus e Bicanga durante todo o fim de semana.

No total, a Serra já possui 16.246 casos confirmados de coronavírus, 508 moradores mortos e 15.262 pacientes já curados da Covid-19. A taxa de letalidade na cidade é de 3,1%.

A média do índice de isolamento social da Serra – que mostra quantas pessoas estão respeitando as determinações de ficar em casa – é de 42,88%. Isso significa que mais da metade da população do município está nas ruas.

Prefeitura diz que fiscaliza praias e estabelecimentos comerciais 

De acordo com a assessoria de imprensa do Município, a fiscalização em bares faz parte das atividades de rotina da Prefeitura da Serra e seguem acontecendo. Neste atual momento, serão intensificadas as orientações aos comerciantes e frequentadores para que obedeçam as normas sanitárias vigentes. O Município também diz que equipes atuam nas praias.

“A prioridade da Prefeitura da Serra é orientar a população, salvar vidas e contribuir para reduzir o número de infectados pela Covid-19. Menos de 1% das ações resultam em multas”, afirma.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Audifômetro: faltam 30 dias para o fim do governo Audifax na Serra
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!