• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados
28.9 C
Serra
sexta-feira, 22 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados

Coronavírus já infectava pessoas desde dezembro de 2019 no Espírito Santo

Leia também

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...

Jair Reis, morador antigo de Jacaraípe, morre por complicações da Covid-19

A pandemia de coronavírus fez a Serra perder mais um ilustre morador. Trata-se de Jair Reis que não resistiu...

Contarato diz que chefe do Ministério Público atua como ‘advogado de Bolsonaro’

O posicionamento considerado ‘omisso’ do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, sobre a conduta de Jair Bolsonaro na crise sanitária...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Informações foram divulgados nesta terça-feira pela Secretaria de Estado da Saúde. Foto: Agência Brasil

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta terça-feira (12) um estudo onde aponta que o novo coronavírus já infectava pessoas desde dezembro de 2019 no Espírito Santo. Segundo o levantamento, o Estado chegou a essa conclusão através de análises em amostras de sangue de pacientes que tiveram dengue e chikungunya no período.

As informações foram passadas pelo A informação foi passada em pronunciamento do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, com o coordenador do Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen), Rodrigo Rodrigues.

Para chegar nessa conclusão, técnicos da Secretaria de Saúde precisaram investigar a presença de anticorpos

Segundo eles, os técnicos da Sesa  investigaram a presença de anticorpos IgG específicos para SARS-COV-2 (coronavírus) em 7.320 amostras de infecção por dengue e chikungunya. Essas contaminações ocorreram desde dezembro de 2019 no Espírito Santo. Do total de amostras, foi identificada a presença de anticorpos próprios da Covid-19 em 210.

“A primeira amostra positiva foi oriunda de uma coleta feita no dia 18 de dezembro de 2019 e se, levarmos em consideração que a IgG só atinge níveis detectáveis 15 a 20 dias pós-infecção, podemos sugerir que a exposição tenha ocorrido preteritamente: ou no final de novembro ou bem no início de dezembro 2019”, afirmou o coordenador do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-ES) Rodrigo Rodrigues.

Agora, com esse estudo, acredita-se que a infecção identificada no ES é anterior ao primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil, que ocorreu em 26 de fevereiro de 2020.

“Esses  casos de  SARS-COV-2 não diagnosticados precocemente podem ter contribuído para a rápida expansão da Covid-19 no Brasil”, analisa o Rodrigues. 

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!