26 C
Serra
segunda-feira, 06 de abril de 2020

Contorno do Mestre Álvaro gera desmate e assoreamento de rios

Leia também

Corre-corre de vereadores entre partidos para disputar as eleições em outubro

O vereador Fábio Duarte confirmou sua filiação à Rede Sustentabilidade na sexta-feira (3), legenda do prefeito Audifax Barcelos. Fábio é líder...

Serra tem mais dois casos de coronavírus e doença cresce 7% em um dia no ES

A Serra tem mais dois casos confirmados do novo coronavírus, saltando de 31 para 33 o número de pacientes...

Casagrande nomeia Alexandre Ofranti para a Secretaria de Segurança

O coronel da Polícia Militar do Espírito Santo (PM-ES), Alexandre Ofranti Ramalho, assume nesta terça-feira (7) o posto de...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Fundo de vale com matas e riacho formador da Juara impactados pela obra. Foto: Bruno Lyra

As obras do Contorno do Mestre Álvaro seguem avançando. E tanto pela dimensão da futura pista da BR-101 quanto pelo fato de atravessar áreas ambientalmente sensíveis, os impactos à natureza são expressivos. Na semana passada, a reportagem percorreu os 18,9 km do novo trecho da rodovia – entre o Jacuhy, ao sul da via, e Chapada Grande, ao norte.

Apesar de em alguns pontos existirem telas para impedir o carreamento de barro dos taludes de cortes e aterros, elas não conseguiram impedir que volumes expressivos de barro fossem parar em córregos, brejos e lagoas. Ainda mais com as fortes chuvas dos últimos meses. Esses impactos afetam águas que formam os alagados do Mestre Álvaro (ao sul e centro do traçado) e das cabeceiras da lagoa Juara (ao norte).

O desmatamento também é marcante, sobretudo nos vales dos córregos que descem para a lagoa Juara. Segundo o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), órgão responsável pelo licenciamento da obra, 34,4 hectares de florestas em estágio inicial e médio de recuperação foram derrubados. Isso em Área de Preservação Permanente (APP).

De acordo com a assessoria de imprensa do Iema, para compensar, os responsáveis pela obra depositaram R$ 375,2 mil na conta do Fundo de Recursos Hídricos e Florestais do ES (Fundágua), que dentre outros financiamento pode bancar a recuperação de matas ciliares. O órgão acrescenta que, por determinação do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do ES (Idaf), também terá que ser recuperada uma área de 10 hectares no município de Santa Teresa.

Quanto ao assoreamento das águas, o Iema disse que fará vistoria nas obras. A assessoria de imprensa disse que a última vistoria feita pelo órgão feita em setembro do ano passado observou que as medidas de controle para esse item estavam sendo cumpridas.

A obra é de responsabilidade do Governo Federal, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit). A execução está sendo feita pela empresa Contractor. O engenheiro da empresa, Rodrigo Gomides, disse que a execução da obra segue a determinação dos órgãos ambientais.

Comentários

Mais notícias

Serra tem mais dois casos de coronavírus e doença cresce 7% em um dia no ES

A Serra tem mais dois casos confirmados do novo coronavírus, saltando de 31 para 33 o número de pacientes que contraiu a enfermidade. Já...

Casagrande nomeia Alexandre Ofranti para a Secretaria de Segurança

O coronel da Polícia Militar do Espírito Santo (PM-ES), Alexandre Ofranti Ramalho, assume nesta terça-feira (7) o posto de secretário de Segurança Pública. Ramalho substitui...

Serra registra 2 mil moradores infectados por dengue e intensifica combate

Com risco de ter um novo surto de dengue neste ano, a Serra já registrou 2.402 casos da doença somente em 2020. Felizmente, sem...

Em meio à pandemia, EDP vai deixar bairros da Serra sem energia

A pandemia gerada pelo novo coronavírus não está impedindo que a EDP Espírito Santo suspenda energia de bairros da Serra. Durante esta semana, muitas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem