• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.100 casos
  • 1.417 mortes
  • 66.111 curados
23.7 C
Serra
sexta-feira, 23 julho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.100 casos
  • 1.417 mortes
  • 66.111 curados

Comerciantes de Porto Canoa tomam prejuízo após constantes furtos de fio de energia elétrica

Leia também

Supermercado Casagrande multado em R$ 83 mil por fazer loja sem licença em Jacaraípe

A nova loja do supermercado Casagrande em Jacaraípe, prevista para ser inaugurada na semana que vem, foi multada em...

Estudo inglês demonstra que segunda dose de vacinas é essencial contra a variante delta

Mais um estudo demonstra a necessidade da segunda dose da vacina contra a Covid para que a proteção seja...

Gleisi Hoffman vem ao Estado para contribuir na formação de uma frente pró-Lula

  Com o avanço da popularidade de Lula no Espírito Santo e retomada do ex-presidente na preferência dos eleitores capixabas,...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O bairro Porto Canoa é um dos maiores polos comerciais da Serra. Foto: Fernando Rubim

Comerciantes de Porto Canoa estão sofrendo com o constante furto de fio de energia elétrica no bairro. A suspeita é de que os fios estejam sendo roubados por conta do cobre que tem alto valor de venda no mercado.

Segundo informações apuradas pelo TEMPO NOVO, o último furto aconteceu na noite da terça-feira (22) nas ruas das Emas e das Codornas e deixou muita loja sem energia elétrica. Empresários reclamam de prejuízos.

“Esse problema começou na semana passada e muitas lojas são prejudicadas com estes furtos. Os ladrões não chegam a entrar nas lojas. Eles cortam a fiação e puxam e levam o que conseguem. Estão roubando praticamente todos os dias e já não sabemos mais o que fazer. Meu marido resolveu o problema aqui no nosso estabelecimento. Mas sei que o pessoal ficou toda a parte da manhã sem energia, além de ter que comprar a fiação toda novamente. Um prejuízo”, disse uma comerciante que não quis se identificar.

Os furtos também já aconteceram na Avenida Brasília, principal via comercial do bairro e deixou grandes lojas sem luz. “Foram muitas lojas atingidas, a Sipolatti, Polly Colchões, Embala Tudo. Todas praticamente que ficam na avenida no início do bairro”.

A reportagem procurou a Polícia Militar para falar sobre o assunto que disse que não há chamado no Ciodes para a PM atender ocorrência de furto no dia e bairro informados. “A Polícia Militar informa que, conforme lhe compete, realiza policiamento ostensivo em toda a Grande Vitória com o objetivo de prevenir e reprimir todo tipo de crime. No entanto, diante da impossibilidade da onipresença policial, o criminoso aguarda a oportunidade para agir. É nesse momento que o cidadão tem participação primordial no combate ao crime, acionando as equipes por meio do Ciodes (190)”, disse por meio de nota.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!