22.4 C
Serra
quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Colina de Laranjeiras ultrapassa mil casos e registra mais dois mortos pela Covid-19

Leia também

Serra tem 327 mil eleitores e maioria de aptos a votar é mulher

Neste domingo (29) acontece o segundo turno da eleição municipal que irá escolher o próximo prefeito da Serra. No...

Serra registra mais seis moradores mortos e 382 novos casos de Covid-19 em 48h

O número é assustador: 589 moradores da Serra foram mortos pelo coronavírus em apenas nove meses. A cidade chegou...

Serra tem aumento de 1.045% nos casos de chikungunya e especialista fala em surto

Em meio à pandemia causada pelo coronavírus, outra doença tem tirado o sono de moradores da Serra. Trata-se da...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Colina de Laranjeiras é o bairro com mais casos confirmados de coronavírus na Serra. Foto: Gabriel Almeida | Arquivo TN

Em 21 dias, Colina de Laranjeiras registrou 138 novos casos confirmados de coronavírus. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde e mostram, que no total, o bairro já possui 1.056 confirmações e dez óbitos. Vale lembrar que desde o agravamento da pandemia, a comunidade sempre esteve como um dos bairros líderes no ranking de maior número de moradores infectados na cidade.

Não há informações pessoais sobre as recentes vítimas fatais – duas neste período de 21 dias – já que a Secretaria de Saúde não divulga esses dados. De todos os 1.056 casos confirmados de coronavírus em Colina de Laranjeiras, 1.025 moradores já estão curados da doença, dez morreram e o restante ainda segue lutando contra o vírus.

Vale destacar além de liderar o número de casos confirmados na Serra, Colina é o sétimo bairro com mais infectados pela Covid-19 no Espírito Santo.

O TEMPO NOVO apurou quais as comunidades que já possuem registros de coronavírus na Serra. Os dados foram coletados do ‘Painel Covid-19′, espaço onde a Secretaria de Estado da Saúde contabiliza esses dados.

Segundo as informações, Feu Rosa é o segundo bairro com mais casos na cidade: 873 confirmações. Em seguida vem: Morada de Laranjeiras (837), Jardim Limoeiro (658), Jardim Limoeiro (658), Novo Horizonte (644), Bairro das Laranjeiras (603) e Planalto Serrano (586). 

Vale destacar que a reportagem já recebeu diversas denúncias de próprios residentes da comunidade que reclamam de aglomerações em locais públicos, como uma rotatória atrás do Shopping Montserrat, e também sobre a falta do uso de máscara por parte de alguns moradores. Fora isso, é preciso destacar as aglomerações em bares, que vivem lotados por lá.

Números mais recentes de coronavírus na Serra e em outras cidades do ES

A Serra ultrapassou a triste e preocupante marca de 22 mil casos de coronavírus. De acordo com a última atualização divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em apenas 24 horas, mais 150 moradores diagnosticados com a Covid-19. Neste mesmo período, não houve registro oficial de óbitos. Enquanto os números aumentam, aglomerações continuam ocorrendo por todo o município, inclusive em bares, praias e outros locais públicos.

Segundo os dados mais recentes publicados no Painel Covid-19, a Serra já registra, no total, 22.020 pessoas que foram infectadas, 564 mortes e 20.912 moradores considerados curados da doença. Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, existem outros 31.137 moradores do município que podem estar infectados pelo coronavírus. No momento, eles aguardam o resultado dos testes já realizados.

A cidade, que ontem (17) liderava o número de óbitos, não registrou mortes nas últimas 24 horas. Dessa forma, caiu para a vice-liderança do ranking de cidades com mais vítimas fatais da Covid-19 no Espírito Santo. Quem ocupa a liderança agora é Vila Velha. O município canela verde possui 565 óbitos – um a mais que o serrano. No entanto, a situação da Serra é ainda mais complicada, já que a taxa de letalidade está mais alta: 2,56%. Em Vila Velha, a taxa é de 2,20%.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!