28.1 C
Serra
quinta-feira, 09 de julho de 2020

Ceia e decoração são rituais de encontro para celebrar o Natal

Leia também

Articulação de Amaro traz R$ 1.5 milhão extra para enfrentar coronavírus na Serra

O combate à pandemia do novo coronavírus nos municípios capixabas vai receber reforço com o envio de recursos extras...

CPI resgata cavalo a beira da morte em Cariacica

O resgate aconteceu na quarta-feira (8). Foto: Divulgação Na noite da última quarta-feira, dia 8, a CPI dos Maus-Tratos Contra...

Serra registra aumento de 40% de resgates de animais

Com a pandemia do novo coronavírus, mais pessoas têm ficado em casa e mais animais silvestres têm aparecido nas...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Maria Elisa, de Morada de Laranjeiras, monta presépio para receber os amigos na ceia
Foto: Clarice Poltronieri

Clarice Poltronieri

O Natal é o momento em que as pessoas se reúnem, seja em família, amigos ou ‘tudo junto e misturado’, para confraternizar e agradecer o ano que se aproxima do fim. E não podem faltar os rituais da decoração natalina e da ceia para celebrar o nascimento do ícone do Cristianismo, Jesus.

Luiz Paulo da Costa Giuberti, morador de Enseada de Jacaraípe, recebe a família todo ano no dia 24. “Montamos uma árvore de Natal onde colocamos os presentes. A ceia tem todas as comidas tradicionais: o chester, o peru, o tender bolinha, chocotone e um bom vinho. Após a ceia assistimos a missa do Galo. Já no dia 25 vamos para a casa de minha sogra onde cada um leva um prato e fazemos as brincadeiras de troca de presentes”, explica.

Em Castelândia, Rita de Cássia Reis caprichou na decoração. “Este será meu primeiro Natal com minha filha, por isso caprichei ainda mais na decoração, com árvore, guirlandas e presentes. Todo ano participamos da missa no dia 24 e ceamos junto em família, homenageando o nascimento de Jesus”, frisa.

E além da tradição das árvores de Natal, quem não falta em igrejas e algumas casas são os presépios, onde a cena do nascimento de Jesus é retratada com imagens.

Maria Elisa Ferreira Santos de Carvalho, de Morada de Laranjeiras, mantém a tradição desde a década de 1960, quando seu pai comprou o primeiro presépio, e desde então passou a colecioná-los.

“Aos quatro anos ganhei do meu pai o primeiro presépio. Como a família é muito católica, passei a ganhar de presente dos amigos e parentes e tenho até mesmo um que meus filhos fizeram em barro, quando eram crianças. Hoje, como eles estão longe, não passamos o Natal juntos, mas me reúno com vizinhos na Novena e na ceia”, narra.

Comunidade monta presépio na Igreja de Reis Magos

Na Igreja dos Reis Magos, em Nova Almeida, a comunidade se reúne para montar o presépio e a missa do dia 24 é o ápice, onde o nascimento do menino Jesus é apresentado à comunidade. A representante da liturgia paroquial, Maria das Dores Pereira Rosa, conhecida por Dora, conta como é feito.

“Esse ano nos reunimos em sete pessoas para montar o presépio. Montamos a cena e a cada semana do Advento, que são quatro, mudamos a posição dos Reis Magos, aproximando-o do local onde Jesus nasceu. E na missa do dia 24, Jesus, que não estava no presépio, é apresentado à comunidade e colocado na manjedoura. E apenas na festa de Reis, no dia 1° de janeiro, que o presépio é retirado, pois foi nesta data que ele recebeu a visita dos reis. Usamos imagens que foram compradas há muitos anos e são guardadas com muito carinho, pois hoje é difícil substituir, e compomos o cenário com materiais que temos à mão. Tudo com muita simplicidade, pois Jesus é simples”, relata.

 

Comentários

Mais notícias

CPI resgata cavalo a beira da morte em Cariacica

O resgate aconteceu na quarta-feira (8). Foto: Divulgação Na noite da última quarta-feira, dia 8, a CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa,...

Serra registra aumento de 40% de resgates de animais

Com a pandemia do novo coronavírus, mais pessoas têm ficado em casa e mais animais silvestres têm aparecido nas áreas urbanas. É o que...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!